Ribeirinhos têm incentivos para compras de produtos agrícolas

Publicado em 07/05/2012 07:46 330 exibições
O governo federal quer ampliar e melhorar as ações de compra de produtos extrativistas, agrícolas e pescados das comunidades ribeirinhas da Região Amazônica, utilizando programas da Conab. Segundo a área de Abastecimento Social da Conab (Supab), os produtos adquiridos em articulação com estados e municípios serão utilizados em ações de suplementação alimentar e nutricional das comunidades locais, suprindo demandas de instituições públicas e de interesse social, como creches, escolas, hospitais, presídios, bancos de alimentos, cozinhas comunitárias e restaurantes populares.

Um grupo técnico formado por representantes da Conab e de diversos órgãos governamentais, como os ministérios da Agricultura e dos Transportes, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) visitam, na próxima  semana, municípios ribeirinhos como Itacoatiara e Parintins, para verificar as possibilidades de implantação e execução dos projetos.

A compra e distribuição dos produtos, por exemplo, será feita pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e da Rede de Fortalecimento do Comércio Familiar de Produtos Básicos (Refap), enquanto que o volume excedente será destinado à formação de estoques públicos para atender ações sociais ou venda em outras localidades. No caso da filiação de varejistas à Refap, o segmento passa a ser agente de comercialização dos estoques públicos formados com os excedentes da produção local.

De acordo com a Supab, serão adotadas ações que favoreçam a regularização, organização e modernização do comércio varejista de pequeno porte localizado nas calhas dos principais rios da região.  Com esta medida, as comunidades deverão ter regularidade no suprimento de produtos a preços compatíveis com os praticados nos grandes centros urbanos.
Fonte:
Conab

0 comentário