Ministro da Agricultura volta a defender políticas direcionadas para segurança alimentar

Publicado em 27/07/2012 07:25 392 exibições
Pesquisa e desenvolvimento tecnológico com enfoque na produção de alimentos são necessários, diz ministro.
Durante a 16º encontro da Reunião Interamericana em Nível Ministerial sobre Saúde e Agricultura (RIMSA 16), nesta quinta-feira, 26 de julho, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, destacou a importância do desenvolvimento de ações políticas voltadas para produção agropecuária com foco na segurança alimentar. O evento acontece no Chile até amanhã, 27 de julho.

O ministro ressaltou a necessidade de melhorar iniciativas quanto à legislação relacionada a segurança do alimento e à saúde pública. “Por meio de instrumentos de regulação é possível acelerar o atendimento aos padrões de qualidade, sanidade dos rebanhos e de produção mais sustentável dentro das cadeias de valor, principalmente para produtores comerciais de menor porte”.

Mendes Ribeiro Filho também defendeu políticas de crédito dirigidas para atividades agropecuárias relevantes para a segurança alimentar e a redução da pobreza. Ainda de acordo com ele, essas ações devem ser considerar diagnósticos específicos locais e regionais. Também é necessário avaliar mecanismos de implementação e monitoramento de resultados.

“Além de investimentos na infra-estrutura regional, são necessários recursos para pesquisa e desenvolvimento tecnológico com enfoque na produção de alimentos de qualidade, seguros e baratos, pelo governo e setor privado, lembrando que alguns alimentos de importância no combate à fome podem carecer do interesse do setor privado para investimentos”, explicou. 

A importância da região da América Latina e Caribe para crescente demanda mundial por alimentos e a necessidade de garantir níveis mínimos nutricionais também foi destacada por Mendes. Neste sentido, a manutenção da saúde dos rebanhos e plantéis e adoção de sistemas mais sustentáveis foram ressaltadas como forma de garantir o aumento da produtividade e o combate à desnutrição.

“Elevar a produtividade é a mais promissora estratégia para aumentar a oferta de alimentos. Neste sentido, a extensão rural é possivelmente um dos instrumentos com maior potencial para elevar a produção animal nos países da América Latina e Caribe e reduzir os níveis de pobreza rural e desnutrição a curto e médio prazos”, disse o ministro.
Fonte:
Mapa

0 comentário