Aviação agrícola prevê prejuízo com veto a pulverização

Publicado em 04/10/2012 17:51 508 exibições
O presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, Nelson Antônio Paim, prevê grandes prejuízos ao setor após o governo federal ter restringido as pulverizações aéreas de lavouras com agrotóxicos que contenham os princípios ativos imidacloprido, clotianidina, fipronil e tiametoxam. Considerando a medida "uma catástrofe", ele apontou prejuízos principalmente em Mato Grosso, mesmo com a liberação temporária da pulverização de algumas culturas nesta safra, pois não existem defensivos alternativos para serem utilizados pelos agricultores.

Veja a notícia na íntegra no site do G1

Fonte:
G1

0 comentário