Funai perde disputa por mais terras em Brasnorte (MT)

Publicado em 05/02/2013 17:47 e atualizado em 05/02/2013 18:18 1363 exibições
Portaria que ampliava em mais de 100 mil hectares a reserva Menku foi considerada nula pela Justiça em Brasilia.
A ampliação da TERRA INDÍGENA MENKÜ , no município de Brasnorte/MT, poderia causar prejuízos irreparáveis a diversos pequenos e médios produtores rurais da região, às suas famílias , pois se trata de áreas produtivas. A FUNAI  queria estender os atuais 47.094 hectares, fixados pelo Decreto n° 94.013/87, para uma área de 186.648 hectares, o que afetaria, não só a todos aqueles que ali vivem de atividades agrícolas e pecuárias, como, drasticamente afetará a sobrevivência do próprio Município de Brasnorte/MT.
...
A decisão do Juiz Hamilton de Sá Dantas - Juiz Federal Titular da 21ª vara federal do DF , declara nula a Portaria n° 1.573, de 18 de novembro de 2011 que ampliava a reserva indígena em quase 140 mil hectares e devolve a tranquilidade aos produtores que moram e trabalham nessas terras.

Veja a decisão na íntegra, clique aqui:

Fonte:
Notícias Agrícolas

6 comentários

  • Izabel Lima Mococa - SP

    Pena que a população urbana brasileira, apesar de grande parcela ter origem rural, não tem essas informações...Ficam abraçando causas ecologicamente corretas impostas por essas malditas ongs que pregam MENTIRAS como se fossem verdades científicas... A funai pensa que pode mais que o Poder Legislativo(apesar dos trocentos picaretas) e o Poder Judiciário...Meu finado pai falava que o povo da cidade é tão sem noção que um dia seria vendido ar puro engarrafado e eles comprariam!!!Ele tinha razão!!!Existem firmas especializadas vendendo "créditos de carbono""!!!Que piada que lorota boa!!!Mas infelizmente a verdade nua e crua é que a agropecuária brasileira esta fazendo sombra nos países desenvolvidos e eles pagam para não deixar o Brasil decolar...E ainda contam com o desgoverno petista comunista acabando com nossa economia, estatizando as propriedades produtivas privadas disfarçadas em terras indígenas e quem ganha com isso é só a cumpanheirada que esta podre de rica...Mas um dia a casa cai...Oremos!!

    0
  • Bruno Poveda Cuiabá - MT

    Aleluia.

    0
  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    As ONGs se infiltraram no ministério público, funai, estrategicamente devido a essa blindagem que existe sobre essas instituições e utilizam bem a mídia. Vejam: o trabalho que nos deram para aprovar a lei de biossegurança e o código florestal. Pois agora um ambientalista pediu desculpas pelos atentados contra a biotecnologia e não teve repercussão. Outro pediu desculpas pela farsa do aquecimento globl e também não teve repercussão. Quantos deputados deliraram em dicursos enaltecendo o aquecimento global cuja grande causa era o desmatamento da amazônia. Mutilaram o código e agora ninguém diz nada que isso era uma farsa mas o que não conseguiram na época estão agora usando a funai para consolidar o golpe contra o produtor brasileiro. Bem lembrado pelo Liones Severo a ação do professor Molion. Também do professor Ricardo Felício e os demais Cientistas brasileiros que se posicionaram mas não tem a força que as ONGs tem. Daí realmente lamentar que são poucos os nossos Deputados e Entidades que conhecem a importância do rural brasileiro que produz, preserva e mantem o equilibrio das contas e da estabilidade política e social do País. Poisso tambem saudamos essa atitude cívica do Sr. Hamilton Dantas.

    0
  • Júlio Eduardo Fonseca Pereira Campanha - MG

    Parabéns! Louvável esta decisão do Sr. Hamilton de Sá Dantas.

    0
  • FABIANO DALL ASTA Canarana - MT

    ALELUIA !!!

    0
  • Selmo de Melo e Souza Araçatuba - SP

    Até que enfim aparece alguém com cérebro, decencia e caráter para brecar estas ONGs disfarçadas de Funai. Além da regiao de Brasnorte, estao querendo o noroeste do Parana, regiao de Iguatemi, Tacuru e outras cidades do MS e do Brasil. VAMOS ACORDAR BRASIL!!!!"

    0