Publicidade

Em meio à crise, presidente da Funai, Marta Azevedo, deixa cargo

Publicado em 07/06/2013 18:10 e atualizado em 07/06/2013 19:02 1293 exibições

A presidente da Fundação Nacional do Índio, Marta Maria do Amaral Azevedo, deixou o cargo nesta sexta-feira (7), segundo informou a assessoria de imprensa do órgão. A saída ocorre uma semana após a morte de um índio terena durante uma conflituosa reintegração de posse em Mato Grosso do Sul e em meio a protestos de indígenas em Brasília contra a instalação de usinas hidrelétricas.

Saída ocorre após morte de indígena em MS e protestos em Brasília. Marta Azevedo alegou motivo de saúde; interina aSegundo o Ministério da Justiça, ao qual a Funai é subordinada, Azevedo pediu demissão alegando motivos de saúde. Nomeada pela presidente Dilma Rousseff em abril do ano passado, a antropóloga foi a primeira mulher a dirigir a Funai, responsável pelos estudos para a demarcação de terras indígenas.

A carta de exoneração foi entregue ao ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo. A Funai informou que assumirá o cargo interinamente, a partir de segunda-feira (10), Maria Augusta Boulitreau Assirati, que é diretora de Promoção ao Desensenvolvimento Sustentável.ssumirá na segunda.

Confira a notícia an íntegra no site do G1

Na Folha: Em meio à crise, presidente da Funai deixa o governo

Em meio à maior crise indígena do governo Dilma Rousseff, a presidente da Funai (Fundação Nacional do Índio), Marta Azevedo, deixou o cargo na tarde desta sexta-feira (7).

Segundo o governo, ela pediu demissão por problemas de saúde. Em abril, antes de a crise começar, Azevedo começou a pedir sucessivas licenças médicas. Uma nota será divulgada em breve para oficializar a mudança no comando do órgão.

Publicidade

Leia a notícia na íntegra no site da Folha de S. Paulo

Na Agência Brasil: Presidenta da Funai deixa o cargo

A assessoria da Fundação Nacional do Índio (Funai) confirmou, nesta tarde, que Marta Maria do Amaral Azevedo não está mais à frente da instituição.

A Funai tem estado em evidência com as frenquentes manifestações indígenas em na região paraense onde está sendo construída a Usina Hidrelétrica de Belo Monte e em Mato Grosso do Sul. As constantes disputas por terra têm provocado turbulência entre índios e o governo, que têm procurado dialogar com as lideranças indígenas.

No Valor: Presidente da Funai alega problemas de saúde e deixa o cargo

A Fundação Nacional do Índio (Funai), confirmou a saída de sua presidente, Marta Azevedo. Ela deixa o cargo, segundo a Funai, por razões de saúde. Nas últimas semanas, Marta ficou fora da direção da Funai, por conta de tratamento médico.

Segundo a Funai, o cargo será assumido interinamente por Maria Augusta Boulitreau Assirati, diretora de desenvolvimento sustentável da fundação.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

Fonte:
G1 + Folha + Ag.Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

4 comentários

  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    Dios oivui mi preces!!!as te la vista baby!!!

    0
  • Geraldo Nardelli Marília - SP

    Já vai tarde infeliz! Queime no fogo do inferno!

    0
  • cesar augusto schmitt Maringá - PR

    ...e vai saindo assim, impunemente, com todos os direitos pagos pelos brancos. E as besteiras que aconteceram nessa porcaria chamada Funai. Quem é o o

    responsavel? Quem responderá pelos crimes cometidos pela Funai? Qual a responsabilidade dela? O mais certo seria ela sair dali e ir prá cadeia ao invés de ir ao hospital.

    0
  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    vai tarde pelo prejuiso causado ao brasil

    0