Austrália quer atender demanda da Índia por alimentos

Publicado em 30/09/2013 17:24
356 exibições

Enquanto todo o mercado internacional olha para a China e sua enorme demanda por alimentos, a analista de comércio australiana Nicola Watkison afirma que é hora de prestar atenção na Índia. O segundo país mais populoso do mundo está à beira de uma revolução em seu mercado de alimentos, deixando para trás medidas protecionistas e abrindo as portas para marcas multinacionais do setor de alimentos. É o que mostra o site de notícias australiano Queensland Country Life. 

Marcas como Walmart, Carrefour e Tesco estão atentos ao mercado indiano em expansão. Watkinson acredita que esta é uma grande oportunidade para o setor agrícola australiano começar a se alinhar com as demandas da classe média em rápida ascensão na Índia.     

A classe média indiana está crescendo na proporção de 20 milhões de pessoas por ano - número bem abaixo da China mas que, ainda assim, é equivalente à toda a população da Austrália.

Demanda indiana 
Ao contrário da China, onde a demanda é por produtos de qualidade e que garantam a segurança alimentar, os 250 milhões de consumidores de classe média da Índia procuram alimentos que apelem para seu novo estilo de vida, com embalagens atrativas e ingredientes exóticos. "Alimentos frescos e naturais são importantes, mas muitos indianos se atraem pelas marcas e pelo apelo de um alimento internacional", explica Watkinson. 

Este mercado tem muitos indianos que já trabalharam ou estudaram fora do país, e que continuam procurando o tipo de alimento típico do estilo de vida ocidental. 

A analista destaca os cereais matinais, sucos de frutas e petiscos, que são produtos que se adaptam ao padrão de consumo indiano e que não necessitam de refrigeração. "Este não é um mercado para o qual iremos exportar alimentos esporadicamente. Estamos trabalhando em uma estratégia de três a cinco anos para atender essa demanda".

Números da Índia
- A Índia irá aumentar sua população urbana em 497 milhões até 2050.
- O país tem a população mais jovem do mundo - 65% tem menos de 35 anos.
- Tem uma classe média influente de 250 milhões de pessoas, que aumentam em 20 milhões a cada ano. 
- O setor de alimentos e mantimentos é o maior da categoria de varejo no país, e representa 60% de todo o varejo. O setor foi avaliado em 317 bilhões de dólares e deve chegar a 435 bilhões até 2016.

Informações: www.queenslandcountrylife.com.au

Tradução: Fernanda Bellei 

Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário