Na Veja: Dilma cita 'vacas magras' para defender uso do Fundo Soberano

Publicado em 23/09/2014 15:23 395 exibições

Criticada por seus principais adversários, Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB), a presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) defendeu nesta terça-feira o saque de 3,5 bilhões de reais do Fundo Soberano para ajudar a encorpar as economias para o pagamento dos juros da dívida. A petista afirmou que é "estarrecedor que questionem a utilização do fundo" neste momento em que o Brasil cresce menos do que na época em que o fundo foi criado, em 2008. "Para que se faz um Fundo Soberano? É uma coisa muita simples. Nas vacas gordas, você tem dinheiro. Nas vacas magras, você tem menos dinheiro", afirmou a presidente.

Dilma destacou que a estratégia do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi criar Fundo Soberano em 2008, época em que o país crescia mais e tinha arrecadação tributária maior. "O fundo tem uma característica contracíclica, ou seja, não age a favor do ciclo. Se o ciclo está ruim, ele aumenta o gasto para conter o ciclo. Se o ciclo está bom, ele segura o gasto e faz uma poupança", afirmou, destacando que na época da criação do fundo era ministra-chefe da Casa Civil. "Sei perfeitamente em que condições o fundo foi formado". A presidente destacou que agora o país cresce menos que naquela ocasião e que não é possível comparar o Brasil com a Europa, porque o velho continente não tem esse tipo de estratégia.

Leia a notícia na íntegra no site da Veja.

 

Fonte:
Veja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário