Com novo tumulto, Congresso retoma sessão para votar manobra fiscal

Publicado em 03/12/2014 12:05 143 exibições

A retomada da sessão do Congresso para uma nova tentativa de votação da manobra fiscal a que o governo recorreu para tentar fechar as contas deste ano foi marcada nesta quarta-feira (3) por um novo tumulto, desta vez na entrada principal do prédio.

Diante do reforço da segurança que tem restringido o acesso, manifestantes cercaram o carro do vice-presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e cobraram a liberação das galerias do plenário, local que permite ao público acompanhar as votações.

Após ouvir gritos de "ditadura!, ditadura!", Chinaglia perguntou quanto os manifestantes estavam recebendo para permanecer no local. Irritado, o petista desistiu de desembarcar e se dirigiu a outra portaria.

Depois do episódio, o deputado reconheceu que reagiu de forma alterada. "Fui abordado por algumas pessoas de forma provocativa. Acusaram-me de tudo e mais um pouco. Cheguei ao limite e respondi de forma baixa", explicou o petista.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário