Na Folha: Aliados discutem 'repactuar' termos de apoio a Temer no Congresso

Publicado em 11/08/2016 09:39 e atualizado em 11/08/2016 10:18
102 exibições

Mesmo com a perspectiva de impeachment de Dilma Rousseff praticamente definido no Senado, o presidente interino, Michel Temer, será pressionado por dois grupos de aliados políticos a "repactuar" os termos do apoio que recebe no Congresso.

As motivações são diferentes, mas apontam para dificuldades no caminho do peemedebista.

Principal fiador da ascensão de Temer, o PSDB tem dado sinais de que está incomodado com os primeiros gestos da administração do interino. Internamente, a sigla planeja, logo após a aprovação do impeachment, reapresentar a Temer os termos que a levaram a apoiar o afastamento e as propostas que considera fundamentais para a retomada da economia.

Os tucanos dizem estar vendo sinais de que o interino –e especialmente a área econômica do governo– têm sucumbido a uma pauta que consideram "eleitoral" e dizem que o maior sintoma disso está nas concessões que Temer tem feito a determinadas categorias, em detrimento do ajuste fiscal.

Leia a notícia na íntegra no site da Folha de S. Paulo

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário