Economia fraca coloca em dúvida esforço para equilibrar Orçamento

Publicado em 02/09/2016 07:25
32 exibições

O efeito adverso da recessão econômica no recolhimento de impostos põe em xeque o esforço do governo do presidente Michel Temer para equilibrar o Orçamento.

Como o IBGE informou na quarta (31), a economia continuou em recessão entre abril e junho, após uma sequência inédita de seis trimestres seguidos no chão. De janeiro a junho, o PIB encolheu 4,6% em relação ao nível observado no mesmo período de 2015.

A demanda doméstica, composta pelo consumo das famílias, gastos do governo e investimentos, caiu ainda mais, 6,4% nas contas do economista Fernando Montero, da corretora Tullett Prebon. Cerca de 60% da arrecadação tributária do país é recolhida aí, porque depende das vendas e da produção.

"Isso é muito bom quando o país cresce muito, porque a receita cresce ainda mais do que o PIB", diz o especialista em contas públicas José Roberto Afonso, da FGV. "Mas é péssimo quando o país retrocede, porque ocorre o inverso."

Leia a notícia na íntegra no site Folha de S.Paulo.

Fonte Folha de S.Paulo

Nenhum comentário