Feriado nos EUA aumenta peso da política no Brasil, por Jason Vieira

Publicado em 24/11/2016 08:52 e atualizado em 24/11/2016 10:28
211 exibições

O mercado já mostra sinais de desgastes das fortes altas recentes das bolsas americanas e o feriado de ação de graças nos EUA tende a testar este movimento. Já foi divulgado o PIB alemão, o qual apresentou resultado dentro das expectativas, com crescimento trimestral de 0,2% e anual de 1,7%, considerado positivo dada a situação atual da Zona do Euro. A ata da última reunião do comitê de política monetária (FOMC) do Fed confirmou as premissas já indicadas recentemente pelos seus membros de que a alta de juros deva ocorrer em dezembro, pois existem temores de que o forte aquecimento do mercado de trabalho americano possa reverter o ciclo econômico positivo, mesmo que isso ainda não tenha se traduzido como alteração nas perspectivas inflacionárias de médio e longo prazo. O FOMCmostrou também cautela com a questão eleitoral e uma possível expansão fiscal de Trump.

Leia ainda:

>> Dólar tem leves oscilações ante o real em dia de feriado nos EUA e sem BC

No Brasil, o peso da questão política volta a subir com o fim da primeira fase de discussões da PEC 55 de teto dos gastos e agora com a delação da Odebrecht, que contempla 130 políticos e pode afetar as perspectivas de movimentações do congresso daqui até o fim do ano.

O maior risco é o processo afetar o resultado das votações e fragilizar ainda mais o governo, que está numa situação difícil depois da questão do ministro Geddel e o IPHAN. Neste cenário, as medidas fiscais do governo, as quais até o momento tem se mostrado expansionistas, podem continuar neste contexto e piorar ainda mais a visão dos investidores quanto ao Brasil.

Veja a íntegra do artigo no site da Investing

Fonte: Investing.com

0 comentário