No Estadão: Alívio com inflação permite corte maior da taxa de juros, dizem economistas

Publicado em 11/01/2017 17:01 e atualizado em 11/01/2017 20:56
43 exibições

O forte alívio na inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2016 ante 2015 deve persistir no decorrer deste ano e pode conduzir a inflação ao centro da meta de 4,5% no fim de 2017, com ajuda dos alimentos e por efeito da recessão, avaliam analistas consultados pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real da Agência Estado.

A expectativa da continuidade do processo desinflacionário deve dar mais argumentos para o Banco Central (BC) acelerar ainda mais o ritmo de flexibilização monetária, se não na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) finalizada hoje, ainda no primeiro semestre do ano. O fato de o IPCA de 2016 ter fechado abaixo do teto da meta imposta pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 6,5%, aumenta a credibilidade do BC e corrobora com essa previsão, ainda na visão dos especialistas ouvidos.

Leia a notícia na íntegra no site do Estadão

Fonte: Estadão

0 comentário