Atividade econômica sobe 0,20% em novembro, acima do esperado, divulga BC

Publicado em 13/01/2017 09:39
23 exibições
Reuters

BRASÍLIA (Reuters) - A atividade econômica voltou ao azul em novembro, divulgou o Banco Central nesta sexta-feira, também revisando positivamente os dados referentes a meses anteriores, mas num movimento que ainda não aponta uma retomada do crescimento após o país passar meses mergulhado em recessão.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve alta de 0,20 por cento em novembro na comparação com outubro, em dado dessazonalizado.

O resultado veio melhor que a retração de 0,10 por cento no mês estimada por analistas consultados pela Reuters. Também representou o primeiro crescimento mensal desde julho, quando o índice subiu, mas de forma bem modesta, de acordo com dados revisados pelo BC nesta sexta.

Na comparação com mesmo mês de 2015, o IBC-Br caiu 2,08 por cento. No acumulado em 12 meses, o tombo foi de 4,96 por cento, sempre em números dessazonalizados.

Em outubro, o índice sofreu uma contração de 0,15 por cento, número que foi revisado pelo BC nesta sexta-feira após ter divulgado anteriormente um recuo maior, de 0,48 por cento para o mês.

Em todo o ano de 2016, o IBC-Br ficou positivo apenas em abril, junho, julho e novembro, além de ter ficado estável em setembro, sempre na comparação com o mês anterior.

Apesar da melhoria apontada na revisão de dados pelo BC, a própria autoridade monetária indicou nesta semana que a retomada da atividade econômica deve ser ainda mais demorada e gradual que a antecipada previamente ao reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, a 13 por cento ao ano, contrariando projeção dominante no mercado de um corte de 0,50 ponto na taxa básica de juros.

Para o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa, a melhoria vista nos dados pode estar ligada a revisões referentes à produção agrícola ou mesmo à área de serviços.

"Mas acho que isso não muda o quadro de fechar os dois últimos trimestres do ano passado ainda com variações negativas para PIB", ressalvou ele, acrescentando que o resultado de novembro foi puxado pelas vendas no varejo em função da Black Friday, algo que não deve se repetir daqui para frente.

No mês, as vendas do varejo subiram 2,0 por cento sobre outubro, no melhor resultado desde meados de 2013, mas num movimento de antecipação das compras de Natal com tendência de ser apenas pontual. Por sua vez, a produção industrial voltou a subir após forte queda no mês anterior, porém muito menos do que o esperado, com alta de 0,2 por cento sobre outubro. O setor de serviços também exibiu alta de 0,1 por cento na mesma base de comparação após três meses de queda, mas numa performance ainda tímida para apontar recuperação consistente. De olho nos dados fracos sobre a atividade, economistas preveem, na pesquisa Focus mais recente, uma expansão de apenas 0,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 na sequência de um recuo de 3,49 por cento estimado para 2016.

O IBC-Br incorpora projeções para a produção no setor de serviços, indústria e agropecuária, bem como o impacto dos impostos sobre os produtos.

(Por Marcela Ayres)

 

Atacarejo impulsiona alta de 12% na receita líquida do GPA alimentar no 4o tri

SÃO PAULO (Reuters) - O Grupo Pão de Açúcar teve alta anual de 12,1 por cento na receita líquida total da divisão alimentar no quarto trimestre, para 11,74 bilhões de reais, impulsionada por forte desempenho da operação de atacarejo da bandeira Assaí.

O crescimento foi apoiado em salto de 35,8 por cento na receita do Assaí, que tem sido foco de expansão de lojas do GPA em um momento de retração da economia e da renda dos consumidores.

A bandeira de atacarejo teve receita líquida total de 4,255 bilhões de reais no quarto trimestre, exibindo uma expansão de receita no conceito mesmas lojas, de pontos abertos há pelo menos um ano, de 17,3 por cento sobre os três últimos meses de 2015.

Em entrevista nesta semana à Reuters, o presidente do Assaí, Belmiro Gomes, comentou que a unidade espera manter em 2017 o ritmo de crescimento das vendas de 2016.

O Assaí teve aumento de 38,6 por cento na receita líquida total no ano passado, para cerca de 14,5 bilhões de reais, já as vendas mesmas lojas subiram 18,6 por cento no ano.

No total, a receita líquida mesmas lojas do GPA alimentar subiu 7,7 por cento no quarto trimestre sobre um ano antes, informou a companhia em comunicado ao mercado.

Já as operações da controlada Via Varejo, colocada à venda pelo grupo no ano passado, tiveram queda de 0,7 por cento na receita total líquida do quarto trimestre sobre um ano antes, já considerando impacto positivo de reconhecimento de impostos retroativos referentes à Lei do Bem. Excluindo esse efeito, a receita do trimestre passado teve queda de 6,5 por cento.

A receita líquida total da divisão de móveis e eletrodomésticos, classificada pelo GPA como operações descontinuadas, somou 6,93 bilhões de reais no quarto trimestre.

No conceito mesmas lojas, a receita da Via Varejo nos três últimos meses de 2016 caiu 1,7 por cento sobre um ano antes, considerando a operação de lojas físicas, enquanto nas operações de comércio eletrônico houve recuo de 10,4 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.).

 

Santander Brasil anuncia redução das taxas de juros de crédito para o varejo

 

SÃO PAULO (Reuters) - O Santander Brasil anunciou nesta quinta-feira um corte de 5 a 10 por cento das taxas de juros das suas principais linhas de crédito de varejo.

O crédito pessoal terá a taxa mínima reduzida de 2,09 para 1,99 por cento ao mês, e a máxima, de 8,49 para 7,99 por cento ao mês. Já a taxa mínima do empréstimo para compra de veículos, passa de 1,39 para 1,25 por cento ao mês, enquanto a máxima vai de 2,99 para 2,79 por cento mensais.

As mudanças valem a partir desta sexta-feira (13).

A medida acompanha anúncios semelhantes feitos na véspera por Bradesco e Banco do Brasil, após o Comitê de Política Monetária do Banco Central ter cortado a Selic em 0,75 ponto percentual, para 13 por cento ao ano.

(Por Aluísio Alves)

Fonte: Reuters

0 comentário