Regalias de Lula custaram R$ 2,5 milhões em três anos (em O Antagonista)

Publicado em 15/05/2018 15:56 e atualizado em 18/05/2018 17:42
3431 exibições

Na ação popular que levou o juiz Haroldo Nader, de Campinas, a retirar as regalias presidenciais de Lula, o advogado Rubens Alberto Gatti Nunes, do MBL, anexou a relação de gastos com assessores do ex-presidente.

Por meio da Lei de Acesso à Informação, Gatti solicitou à Presidência da República que especificasse os valores dos últimos três anos e se tais benefícios ainda estão em vigor após sua prisão.

As tabelas abaixo mostram que as regalias de Lula custaram nesse período mais de R$ 2,5 milhões.

Desse total, cerca de R$ 1,3 milhão foi usado no pagamento dos salários e demais benefícios dos assessores, inclusive seguranças.

Outro R$ 1,1 milhão foi gasto em diárias e passagens desse pessoal, cujo salário varia de R$ 2,5 mil a R$ 13 mil.

Mais R$ 114 mil foram torrados com combustível, cuja despesa é registrada num cartão corporativo – exclusivo para esse fim.

A Presidência informou também que, desde 6 de abril, não houve solicitação de diárias, passagens ou gastos com combustível – embora os salários dos assessores continuem sendo pagos.

Lula Gastos

Lula Gastos 1

Lula gastos 2

Lula quer outra esteira

Lula quer trocar sua esteira ergométrica.

Segundo a Veja, ele reclamou do equipamento que lhe foi entregue na cela e pediu um modelo mais moderno.

Ele prefere que venha com um frigobar embutido.

PF conclui que Gleisi é corrupta e recebeu dinheiro da TAM (em O Antagonista/Crusoé)

Gleisi Hoffmann começou sua carreira no PT com o verniz de gestora. Mulher do ex-deputado e ex-ministro Paulo Bernardo, ela foi alçada ao cargo de diretora de Itaipu em 2003, quando Lula chegou à presidência.

Esse posto, a influência do marido no partido e a forte popularidade do governo Lula ajudaram Gleisi a superar derrotas no passado e chegar à sua primeira vitória na eleição de 2010, como senadora.

A sorte seguiu ao lado da petista e, em 2011, Antonio Palocci caiu da Casa Civil de Dilma Rousseff e, Gleisi, com a fama de gestora, passou de novata no Senado à poderosa posição de número dois do governo, chefiando o ministério.

Sua carreira continuou ascendente mesmo com a Lava Jato e, com o declínio de Lula, ela passou a ser presidente do PT e porta-voz do ex-presidente preso.

O que a Polícia Federal descobriu é que, enquanto fazia carreira na política, Gleisi Hoffmann recebeu propina, fez caixa dois com dinheiro da TAM e, suspeita-se, até emplacou um funcionário fantasma em seu gabinete.

Leia a reportagem completa em Crusoé. O acesso é livre.

Gleisi é fiel

Lula escolheu Gleisi Hoffmann como porta-voz porque ela depende inteiramente dele para escapar da cadeia.

Só assim ele podia garantir a fidelidade do PT.

Grace apoia juíza que negou acesso de deputados a Lula

A AGU defenderá no STF a decisão da juíza Carolina Lebbos que vetou o pedido da tal “comissão externa” da Câmara para visitar Lula na prisão, publica a Coluna do Estadão.

Para Grace Mendonça, o veto “levou em consideração a realização de diligências anteriores e a possibilidade de ‘turbação’ das condições de cumprimento da pena do ex-presidente.”

A manifestação foi encaminhada ao STF a pedido do ministro Edson Fachin.

O aval de Lula para a propina da Odebrecht

O Refis da Crise, segundo Marcelo Odebrecht, rendeu 50 milhões de reais em propinas para a campanha presidencial de Dilma Rousseff.

Em seu novo depoimento para a Lava Jato, obtido pela Folha de S. Paulo, ele disse também “que o esquema para a compra do Refis da Crise só foi montado após seu pai, Emílio, conseguir o aval do então presidente Lula.

O empreiteiro não se sentia seguro de gerar um crédito de propina daquele tamanho sem se certificar de que o próprio presidente estava de acordo”.

O dinheiro da propina, explica a reportagem, “teria sido gerado de um caixa dois da Braskem e seria alocado na conta ‘Italiano’, gerenciada por Palocci, no setor de propinas da empresa”.

A Braskem, claro, é uma sociedade entre a Odebrecht e a Petrobras – mais uma prova de que a propina lulista saiu da estatal e tem de ser jugada por Sergio Moro.

Odebrecht relata o esquema de propinas para Dilma

Marcelo Odebrechet entregou Dilma Rousseff mais uma vez.

Em depoimento prestado algumas semanas atrás, ele detalhou o pagamento de propina relacionado ao Refis da Crise.

Diz a Folha de S. Paulo:

“O próprio empreiteiro tratava do assunto com o governo, conversando com o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, e seu antecessor, Antonio Palocci (…).

Mantega, segundo Marcelo, exigiu R$ 50 milhões de propina para encampar o projeto. O dinheiro seria usado na campanha eleitoral do ano seguinte, que elegeu Dilma Rousseff para a Presidência.”

“PT não pode apostar no isolamento suicida”

O petista Camilo Santana, governador do Ceará, enterrou a candidatura de Lula.

Para ele, o PT tem de apoiar Ciro Gomes.

Leia um trecho de sua entrevista para o Estadão:

“Parto do princípio de que o PT, sem dúvida nenhuma, é hoje o maior partido deste País. Agora, não acredito que vão deixar o Lula ser candidato. Isso é um fato. Não adianta a gente se enganar. Acho que ele poderá contribuir muito nesse processo eleitoral, mas não como candidato. Não permitirão isso. E penso que o Ciro é hoje, sem dúvida nenhuma, o principal nome para unir as esquerdas e garantir as conquistas sociais alcançadas durante os 12 anos do PT no poder. Ciro sempre foi um aliado fiel. Negar isso acho que seria injusto. Acho que o PT tem uma grande oportunidade de fazer esse debate. Não podemos nos isolar. O momento é de união, não de isolamento. O momento não é de radicalismos, isso não vai levar a nada. O momento é de reflexão, serenidade, desprendimento. Acho que quem pensa de verdade no partido, na sua história de luta, de conquista, não pode apostar no isolamento suicida.”

Juiz de Campinas determina retirada de assessores presidenciais de Lula

O juiz Haroldo Nader, da 6a Vara Federal de Campinas, acaba de determinar que sejam retirados de Lula todos os benefícios relativos ao cargo de ex-presidente, como assessores, motoristas e veículos.

A decisão foi tomada em ação popular movida pelo advogado Rubens Gatti Nunes, coordenador nacional do MBL.

Segundo Nader, o ex-presidente está sob custódia permanente do Estado, em sala individual, sob proteção da PF, o que lhe garante “muito mais segurança do que tivera quando livre”.

Os benefícios, além de desnecessários, configuram “desvio de finalidade”. Confira a decisão obtida em primeira mão por O Antagonista.

Os Lula da Silva não passam aperto, não (O ANTAGONISTA)

O número 0 da revista Crusoé trouxe uma reportagem sobre a vida da família de Lula.

Como demonstra a nomeação do neto do condenado hoje, eles não passam aperto, não.
Eis a reportagem da revista:
Reprodução/Arquivo pessoal

A doce vida dos Lula da Silva

Imóveis, carros de luxo, dividendos milionários: Lula diz que a Lava Jato deixou seus filhos desempregados e em apuros financeiros, mas a realidade mais uma vez desmente o preso mais famoso do Brasil.

Neto de Lula ganha cargo na Câmara dos Deputados

Thiago Trindade Lula da Silva, neto do presidiário, foi nomeado secretário parlamentar no gabinete do deputado petista Vicentinho.

Ele é filho do ex-vereador Marcos Cláudio, enteado de Lula e sócio do meio-irmão Sandro Lula da Silva na FlexBr, empresa que recebeu repasses do Instituto Lula.

Com apenas 21 anos, Thiago vai ganhar salário superior a R$ 4 mil mais benefícios e gratificações.

Defesa de Lula insiste em pedido de desbloqueio

A defesa de Lula voltou a pedir a Sergio Moro que seja efetuado, de forma “imediata”, o desbloqueio total ou parcial dos bens pertencentes ao petista e a Marisa Letícia, informa o UOL.

O pedido foi feito nas alegações finais apresentadas ao juiz no processo que trata do sequestro de bens e do bloqueio de contas bancárias do presidiário ilustre de Curitiba. Por ordem de Moro, cerca de R$ 16 milhões estão congelados.

Os advogados de Lula alegam que os valores estão “ilegalmente” constritos e que o petista precisa do dinheiro para “prover sua subsistência e de sua família e arcar com os gastos necessários para o exercício de sua ampla defesa”.

Lula na cadeia e triplex em Piracicaba

O triplex de Lula será leiloado daqui a pouco.

Ontem à noite chegou um lance de Piracicaba, pelo valor mínimo de 2,2 milhões de reais.

É o desfecho perfeito: Lula está na cadeia e o dinheiro da propina será devolvido à Petrobras.

Triplex vendido

O triplex de Lula foi arrematado.

Segundo o G1, o lance foi feito por um morador de Brasília.

Lula na cadeia é um ótimo negócio para o Brasil.

Empresário confirma ser comprador de triplex do Guarujá

O Globo localizou o comprador do triplex no Guarujá que, segundo a Lava Jato, era de Lula: Fernando Costa Gontijo, empresário de Brasília que arrematou o imóvel por R$ 2,2 milhões.

Gontijo, que deve efetuar o pagamento nos próximos três dias para assumir a propriedade, disse ao jornal carioca que comprou o triplex em razão de sua “posição privilegiada, de frente [para o] mar”. “Achei que era um bom investimento.”

O empresário criou uma empresa especificamente para comprar o imóvel, a Guarujá Participação, registrada em 29 de março, 13 dias após o início do leilão.

Ele afirmou ter sido, até 2001, executivo da Via Engenharia –empresa investigada no escândalo do mensalão do DEM, que envolveu José Roberto Arruda.

“Não tenho posição política, só atuo no meu segmento de negócios, não sou vinculado a nenhum partido político. A pessoa mais indiferente em relação à política sou eu”, acrescentou Gontijo.

Triplex sob medida para condenados

Fernando Costa Gontijo, que arrematou o triplex de Lula no Guarujá, foi condenado no ano passado por improbidade administrativa.

Ele foi considerado culpado de fraudes em licitações da prefeitura de João Pessoa, publica O Globo.

É um triplex sob medida para condenados.

Milhões e milhões de lulistas

Paulo Okamotto disse que, para tirar Lula da cadeia, o PT precisa mobilizar “milhões e milhões de pessoas”.

E acrescentou, segundo a Folha de S. Paulo:

“Não dá para esperar o processo eleitoral. Tem que ser desde já.”

O presidente do Instituto Lula reconheceu que, até agora, o movimento foi um fracasso, porque se limitou a pregar para os convertidos.

Depois de dizer que, para tirar Lula da cadeia, o PT tem de mobilizar “milhões e milhões de pessoas”, Paulo Okamotto confessou, segundo a Folha de S. Paulo:

“Para convencer mais gente é preciso usar a inteligência, mas como fazer isso ele ainda não sabe”.

O esquecimento de Dilma

Dilma Rousseff publicou o tuíte abaixo sobre o aumento da mortalidade infantil entre 2015 e 2016 mas esqueceu de contar quem era presidente da República na época:

Exclusivo: Lava Jato do Rio denuncia operadores do PT e do MDB (por CLAUDIO DANTAS, em O ANTAGONISTA)

O MPF acaba de denunciar os alvos da Operação Rizoma, que investiga esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo os fundos de pensão Serpros e Postalis.

Dentre os denunciados, estão os petistas João Vaccari Neto (ex-tesoureiro do PT) e Marcelo Sereno (ex-assessor de José Dirceu), além do lobista Milton Lyra, operador de propina do MDB.

Estão na lista ainda o empresário Arthur Machado e sua funcionária Patrícia Iriarte, o ex-presidente dos Correios Wagner Pinheiros e seu então chefe de gabinete Adeilson Telles.

Exclusivo: Arthur Machado liderou esquema nos fundos Postalis e Serpros

Na denúncia da Operação Rizoma, obtida em primeira mão por O Antagonista, o MPF acusa o empresário Artur Pinheiro Machado de ser “o grande líder da organização criminosa” que dilapidou vários fundos de pensão, especialmente Serpros e Postalis.

“Machado assegurara os investimentos em FIPs e debêntures das empresas do Grupo ATG por meio do pagamento de vantagens indevidas.”

Segundo o MPF, provas robustas obtidas na investigação demonstram que “os recursos do Serpros e do Postalis eram captados para, posteriormente, serem diluídos, gerando lucros extraordinários para Arthur Machado”.

O empresário teria lavado com ajuda de doleiros mais de R$ 12 milhões.

MPF: Mais de 43 milhões passaram pelas contas de operador do MDB

Na denúncia da Operação Rizoma, obtida em primeira mão por O Antagonista, o MPF narra a relação de Milton Lyra com o empresário Arthur Machado, líder do esquema.

Operador do MDB, Lyra recebeu pelo menos R$ 16,5 milhões de Machado. Suas empresas, porém, movimentaram mais de R$ 43 milhões entre 2004 e 2015.

Segundo o MPF, as contas das empresas de Lyra funcionavam apenas para passagem dos recursos, o que pode caracterizar tentativa de ocultação da origem do dinheiro.

Há ainda registros de offshores na Alemanha e nas Ilhas Virgens Britânicas.

GILMAR MANDA SOLTAR MILTON LYRA

Gilmar Mendes acaba de mandar soltar o lobista Milton Lyra, acusado de ser operador do MDB no Senado.

Lyra se entregara à PF em 12 de abril, depois de ter a prisão decretada por Marcelo Bretas na Operação Rizoma –que investiga prejuízos no Postalis, o fundo de pensão dos funcionários nos Correios.

O libertador-geral da República

Gilmar Mendes orgulha-se de seu papel de libertador-geral da República.

Ele disse:

“Eu de vez em quando sou apontado como aquele que é um pouco o libertador-geral, que concede habeas corpus”.

Ele disse também que concede habeas corpus para criminosos ricos e para criminosos pobres:

“Concedemos a ricos e pobres.”


 
Fonte: O Antagonista

1 comentário

  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    A época de "Caça às Bruxas" está em pleno curso, será?
    Nas pesquisas divulgadas pelos institutos, a percepção é que o item corrupção é o maior vilão da atual situação do país. Esquecem-se que os corruptos, transformados em delatores, confessaram que a sua parte do butim era de 1 a 3% do valor da obra. Ocorre que, às vezes, no mesmo artigo, citam o superfaturamento da obra em 100, 200%. Veja que se diminuir 3 de 100, ou 200, sobram 97 e 197% respectivamente.

    Alguém poderia me dizer, onde está esse dinheiro que nem o Ministério Público ou Policia Federal achou.
    Outro detalhe, esse dinheiro está nos bolsos dos donos das empresas que superfaturaram as obras e, o único dono de empresa que foi preso foi Marcelo Odebrecht. Faço a pergunta: Seu pai, Emilio, usufrui do dinheiro do superfaturamento, ou não? Os donos das várias empresas "amigas" do governo que se envolveram em falcatruas, devolveram o dinheiro dos superfaturamentos? Veja que aí estão fornecedores de remédios, materiais de consumo, próteses cirúrgicas, Et cetera, Et cetera... & Et cetera... ... etecetera, etecetera... (ortograficamente em latim & português).

    TEM MUITAS BRUXAS SOLTAS !!!

    0