Ibovespa fecha em queda de mais de 1% e renova mínima do ano

Publicado em 13/06/2018 18:09 e atualizado em 13/06/2018 20:37
58 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou no vermelho nesta terça-feira, com os negócios influenciados pelos vencimentos de opções sobre o Ibovespa e do índice futuro, em sessão com decisão de política monetária nos Estados Unidos, onde o Federal Reserve elevou a taxa básica e sinalizou novas altas este ano.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 1,2 por cento, a 71.882 pontos, tendo tocado 71.035 pontos no pior momento, em queda de 2,36 por cento. O volume financeiro totalizava 10,193 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier)

Wall Street fecha em queda após Fed sinalizar mais duas altas de juros neste ano

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos encerraram uma sessão volátil em queda nesta quarta-feira após o Federal Reserve elevar as taxas de juros conforme o esperado e projetar um ritmo ligeiramente mais rápido de alta de juros para este ano.

O índice Dow Jones caiu 0,47 por cento, a 25.201 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,402605 por cento, a 2.776 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,11 por cento, a 7.696 pontos.

Agora, são esperadas duas novas altas de juros até o fim do ano, ante expectativa anterior de apenas mais uma.

O banco central dos Estados Unidos, que elevou sua taxa de juros em um quarto de ponto percentual para uma faixa de 1,75 por cento a 2 por cento, também derrubou sua antiga promessa de estimular a economia "por algum tempo".

"A expectativa agora é para quatro aumentos de juros no total em 2018. O consenso estava mais para três, caminhando em direção a quatro, então eu acho que isso é um pouco de surpresa", disse Katie Nixon, diretora de investimentos do Northern Trust Wealth Management.

"Parece que o Fed está muito mais confiante agora na inflação alcançar, talvez até superar um pouco, sua meta, então eles estão adiantando alguns dos aumentos."

As novas projeções de membros do Fed sugerem que a inflação poderá ficar acima da meta de 2 por cento do Fed, alcançando 2,1 por cento neste ano e permanecendo neste patamar até 2020.

As ações estavam voláteis após o comunicado, mas fecharam quase perto das mínimas da sessão e vendas foram generalizadas, com a maior parte dos índices do S&P encerrando em queda.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário