Ibovespa fecha em queda com dúvidas sobre cena eleitoral

Publicado em 13/09/2018 18:40 e atualizado em 13/09/2018 19:40
83 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice brasileiro de ações teve queda nesta quinta-feira, puxado pelas ações da Petrobras e de bancos, conforme dúvidas sobre o desfecho da corrida presidencial manteve o mercado acionário brasileiro volátil.

O Ibovespa <.BVSP> caiu 0,58 por cento, a 74.686 pontos. O volume financeiro somou 8,5 bilhões de reais.

"O pregão foi afetado por incertezas eleitorais, mais recentemente pesquisas mostrando crescimento de candidatos de perfil mais à esquerda e as condições de saúde do candidato do PSL, Jair Bolsonaro", disse o analista Vitor Suzaki, da Lerosa Investimentos.

Bolsonaro, que vem liderando a preferência dos eleitores, voltou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na madrugada desta quinta-feira, após passar por cirurgia de emergência na noite anterior.

Coordenador paulista da campanha de Bolsonaro, o deputado federal Major Olimpio, disse à Reuters que o candidato do PSL está fora da campanha na rua no primeiro turno.[L2N1VZ14A]

O analista-chefe da Rico Investimentos, Roberto Indech, disse que há dúvidas entre investidores sobre o quadro de Bolsonaro e potenciais desdobramentos, mas avalia que o foco deve continuar nas pesquisas eleitorais.

"Teremos que acompanhar evolução de Fernando Haddad, agora oficializado como candidato do PT, e o desempenho de Geraldo Alckmin, do PSDB, após duas semanas de horário eleitoral em rádio e televisão", afirmou.

Entre as sondagens no radar estão pesquisa encomendada pela Genial Investimentos, prevista para esta quinta, e levantamentos da XP Investimentos e pesquisa Datafolha aguardados para sexta.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN <PETR4.SA> caiu 1,27 por cento, em dia de queda dos preços do petróleo no exterior, embora o papel também continue vulnerável a especulações sobre o cenário eleitoral.

- BRADESCO PN <BBDC4.SA> cedeu 0,4 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN <ITUB4.SA> caiu 0,55 por cento com o setor suscetível ao cenário eleitoral. SANTANDER BRASIL UNIT <SANB11.SA> avançou 0,99 por cento, mas BANCO DO BRASIL <BBAS3.SA> caiu 1,34 por cento, tendo ainda no radar anúncio de reforma da Caixa de Assistência dos Funcionários (Cassi), com previsão de despesa adicional de 300 milhões de reais neste ano.

- MARFRIG <MRFG3.SA> caiu 5,19 por cento, em sessão negativa para o setor de proteína animal. MINERVA <BEEF3.SA>, fora do Ibovespa, recuou 5,83 por cento, tna esteria do anúncio de um aumento do capital de até 1,059 bilhão de reais.

- VIA VAREJO UNIT <VVAR11.SA> saltou 10,79 por cento, tendo como pano de fundo operações ligadas à conversão dos papéis em ações ordinárias no âmbito da migração da dona das redes Ponto Frio e Casas Bahia para o Novo Mercado, segundo operadores.

- MAGAZINE LUIZA <MGLU3.SA> caiu 3,32 por cento, em sessão negativa para o setor de varejo <.ICON>, após queda inesperada nas vendas do varejo no Brasil em julho.

- VALE <VALE3.SA> subiu 0,62 por cento, em meio ao avanço dos preços do minério de ferro na China, dada a possibilidade de novas conversas entre EUA e China sobre a disputa comercial entre as duas maiores economias globais.

- BRASKEM <BRKM5.SA> valorizou-se 1,28 por cento, tendo de pano de fundo relatório do UBS elevando o preço-alvo das ações da petroquímica de 48 para 67 reais, enquanto manteve a recomendação 'neutra' para os papéis.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário