Bolsonaro diz que já conta com apoio de parlamentares do centrão e não vai falar com líderes partidários

Publicado em 09/10/2018 08:29
293 exibições

LOGO REUTERS

(Reuters) - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou nesta segunda-feira que teve "sinalização" de adversários que foram derrotados no primeiro turno, como Alvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriota), para apoiá-lo na votação final daqui a três semanas e destacou que já conta com o apoio de parlamentares do chamado centrão, grupo de partidos que acabou apoiando a candidatura do tucano Geraldo Alckmin.

"No tocante ao centrão, creio que grande parte dos parlamentares estavam comigo antes mesmo de começar as eleições porque vinhamos trabalhando para isso. Agora, não queremos conversar com lideranças partidárias", disse Bolsonaro, em entrevista gravada que foi ao ar na noite desta segunda-feira no Jornal do SBT.

O candidato do PSL destacou que os quase 50 milhões de votos que obteve na primeira etapa de votação serão ao menos repetidos. Ele insitiu sua preocupação com a segurança das urnas, após citar "centenas" de casos de supostas irregularidades que chegaram a ele.

Ainda assim, Bolsonaro afirmou que, "como um todo", não "deixou de ser um excelente resultado". O candidato do PSL vai disputar o segundo turno no dia 28 de outubro contra o petista Fernando Haddad.

(Por Ricardo Brito)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário