Programa de Bolsonaro na TV acusa PT de levar país "à beira do abismo"

Publicado em 12/10/2018 19:19 e atualizado em 14/10/2018 18:49
2166 exibições

(Reuters) - O primeiro programa do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, no horário eleitoral de TV para o segundo turno acusou o PT de levar o país à beira do abismo, enquanto a propaganda do petista Fernando Haddad enfocou o combate a atos de violência durante a campanha e exibiu elogio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao presidenciável.

Na retomada do horário eleitoral na televisão depois do primeiro turno, nesta sexta-feira, os candidatos tiveram o mesmo tempo -- 5 minutos cada -- para apresentar suas propagandas, ao contrário do primeiro turno, em que o tempo era determinado de acordo com as bancadas dos partidos que compunham as coligações. Bolsonaro tinha apenas 8 segundos, enquanto Haddad contava com 2 minutos e 23 segundos.

O programa de Bolsonaro acusou o PT de ter levado país a sua "maior crise ética, moral e financeira da história" durante seus 13 anos de governo, afirmando que o país se encontra "à beira de um abismo" e fazendo uma relação com a crise atravessada pela Venezuela.

"A corrupção é uma chaga, a violência assusta as nossas famílias, e o desemprego tira a esperança de milhões de brasileiros, como na Venezuela, tão admirada por Lula, Dilma e Haddad", disse um narrador. "Fizeram de Brasília um balcão de negócios e muitos deles já estão presos."

O programa do PSL tenta capitalizar ao máximo o sentimento antipetista. Na narração, frases como “vermelho jamais foi a cor da esperança, é sinal de alerta para o que não queremos no País” e “PT nunca mais”. O programa compara ainda o Brasil com Venezuela e Cuba, e cita a criação do Foro de São Paulo como “a semente de um projeto de doutrinação”. 

Denúncias relativas à formação do Foro São Paulo - entidade que agrupou todos os partidos de extrema-esquerda da América Latina sob o comando do PT, em 1990 -, foram as primeiras a serem exibidas num programa político em TV aberta. Nas imagens recuperadas Lula aparece dizendo que líderes da esquerda agrupada em torno do Foro de S. Paulo "estão no poder na América Latina". 

Em depoimentos de apoiadores, foram feitas duras críticas a Haddad e a Lula, que é chamado de presidiário e chega a ser comparado com chefe de tráfico. "A maioria dos chefes do tráfico comanda o morro através da prisão. Haddad vai ser só um bonequinho e o Lula vai ser o cabeça de tudo", diz um apoiador. "Acho um absurdo um presidiário, que se está preso, é tão bandido quanto qualquer outro", afirma uma apoiadora.

O vídeo também tenta humanizar o candidato do PSL, criticado por já ter dito que sua única filha - ele tem outros quatro filhos homens - era resultado de “uma fraquejada”. No trecho em que fala da menina, Bolsonaro se emociona. Bolsonaro, ao comentar o nascimento de sua filha caçula, a primeira mulher após quatro homens,  disse que ela mudou sua vida.

O programa do candidato do PSL também lembrou a facada sofrida por Bolsonaro durante ato de campanha no mês passado em Juiz de Fora (MG), que tem mantido o candidato afastado de atos de campanha por recomendação médica.

Especialistas dizem que programa de Bolsonaro foi melhor (na Coluna Painel, da FOLHA) 

Um a zero Publicitários que avaliaram o primeiro programa de TV dos dois presidenciáveis foram unânimes em dizer que o filme feito pela equipe de Jair Bolsonaro foi mais eficaz e contundente do que o produzido pelo PT.

Onde estão eles? Eles disseram que como Haddad, ao menos até agora, não conseguiu levar ao seu palanque nomes de peso de outros partidos, o discurso em defesa da democracia perdeu força. Além disso, afirmaram, o candidato do PT apareceu “justificadamente mais na defensiva”.

Imunizado Já Bolsonaro, avaliaram os especialistas, levou o discurso que faz sucesso nas redes para o horário eleitoral gratuito e, de quebra, se vacinou de críticas que são rotineiras a ele, exibindo mulheres, negros e uma criança, a filha caçula, em seu programa.

Bolsonaro ironiza influência de Lula sobre Haddad e promete impedir que presos controlem empregados

(Reuters) - O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, voltou a ironizar nesta sexta-feira no Twitter, de forma tácita, a influência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha do petista Fernando Haddad, com quem disputa o segundo turno da eleição presidencial.

"Pergunto ao pau mandado do corrupto preso: você aceitaria que o crime organizado continuasse sendo comandado de dentro dos presídios?", escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter.

Em outra publicação, mais cedo, ele afirmou: "Vamos combater o crime organizado e trabalhar para impedir que presos continuem controlando seus empregados de dentro dos presídios".

Haddad tem se encontrado frequentemente com Lula, que está preso desde abril em Curitiba para cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro, resultante de condenação no processo do tríplex do Guarujá (SP).

O ex-prefeito de São Paulo assumiu a cabeça da chapa da candidatura do PT depois que Lula foi barrado de concorrer novamente ao Palácio do Planalto com base na Lei da Ficha Limpa.

Em outro publicação no Twitter, Bolsonaro ainda citou que o plano do PT inclui "reduzir a massa carcerária do Brasil através de liberação de presidiários", com o comentário acompanhado de trecho de um vídeo em que Haddad afirma que o partido vai "promover o desencarceramento de pessoas que cometem pequenos delitos, que é hoje o maior contingente de prisioneiros".

“Estamos todos unidos contra a inversão de valores”, diz Bolsonaro

No Twitter, Jair Bolsonaro disse que o PT “tenta jogar católicos e evangélicos uns contra os outros” e “não conseguirão”.

Jair Bolsonaro reafirmou há pouco sua posição contrária ao aborto.

Haddad denuncia onda de violência

O programa de Haddad começou com um alerta para uma "onda de violência" motivada pelo "ódio de alguns seguidores do candidato Jair Bolsonaro", nas palavras de uma locutora.

Foram citados o assassinato de um homem na Bahia a facadas por um suposto apoiador de Bolsonaro e um ataque a uma jovem que disse ter tido uma suástica entalhada no corpo por seguidores do candidato do PSL. Também foi exibido um vídeo em que Bolsonaro simula estar segurando um fuzil e grita: "Vamos fuzilar a petralhada" durante evento de campanha.

A propaganda do candidato do PT também exibiu um vídeo do ex-presidente Lula, a quem Haddad substituiu como candidato do partido depois que a candidatura de Lula foi barrada com base na Lei da Ficha Limpa, com elogios ao ex-prefeito de São Paulo.

"Em 500 anos de Brasil nós nunca tivemos alguém da capacidade do Haddad para fazer o que foi feito com a educação desse país", disse Lula, que está preso desde abril, sobre Haddad, que foi ministro da Educação em seu governo.

Em busca de votos de eleitores que apoiaram outros candidatos no primeiro turno, Haddad diz no vídeo: "Essa campanha não é de um partido, é de todos que querem mudar para melhor o nosso país".

Haddad aposenta a estrela do PT

Depois de aposentar Lula, o PT e o vermelho, a campanha de Fernando Haddad resolveu aposentar também a estrela do partido.

Ela virou uma bolota.

Haddad com Deus e sem o PT

No horário eleitoral, Fernando Haddad, sem jamais citar o PT, agradeceu a Deus por ter chegado no segundo turno.

É um vexame completo.

Mulher discute com Haddad em igreja

O Broadcast Político noticia que Fernando Haddad discutiu com uma mulher dentro da igreja Santos Mártires, a que foi hoje, dia de Nossa Senhora Aparecida.

A mulher disse que ele não poderia ter comungado por ser “um abortista”.

“Eu sou neto de um líder religioso. Você deve ser ateia”, respondeu Haddad.

Jacaré de boca aberta

“No jargão dos institutos de pesquisa, quando os gráficos mostram um desenho que distancia dois competidores de maneira clara, diz-se que “abriu a boca do jacaré”. E quando ela abre, é difícil de ser fechada”, escreveu Merval Pereira no Globo.

Para o colunista, a situação é grave para o PT. O partido, que tem pouco mais que 15 dias para reverter os números expostos pela primeira pesquisa do segundo turno, começou a se movimentar. Simbolicamente, um dos primeiros passos foi retirar Lula e a cor vermelha do material de campanha.

Fonte: Reuters/O Antagonista/Estadão

3 comentários

  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Estamos num momento em que a "mobilidade" humana é crucial.

    Essa "mobilidade" que me refiro, não é aquela do campo físico, de "ir e vir".

    Mas, vamos ao esclarecimento. É de conhecimento geral a complexidade do ser humano. Tomemos como exemplo a ideologia política. Quantos que estão na política, podem ser chamados de "ex". Num momento estão filiados no partido A, num outro momento desfiliam-se do partido A e, se filiam ao partido B. Parece que essa "mobilidade" é uma regra e não exceção.

    Agora se olharmos para a ideologia esportiva. O torcedor do Corinthians por 5 ou 10 anos, num dado momento deixa de torcer pelo Corinthians e, começa a torcer para o Palmeiras, por exemplo. Veja que essa "mobilidade" no esporte é "quase impossível" de ocorrer. Quantos ex-corintianos, ou de qualquer outro time você conhece?

    Acho que falta preparar os cidadãos, para que estes fiquem aptos a "enxergar" a política como uma atividade, onde a convicção dos procedimentos humanos é mais importante do que os procedimentos políticos. Quando falo em procedimentos humanos, refiro-me a lógica de que todo ser humano busca o seu bem-estar e, quem está no poder tem que praticar a empatia, ou seja, antes de tomar uma iniciativa política, deve se colocar no lugar daqueles que vão sofrer o impacto dessa iniciativa.

    Essa deve ser a "única mobilidade" daqueles que estão na política, a "mobilidade empática"!

    2
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Caro Rensi...falta o povo aprender a discernir e votar em alguem que represente e faca acontecer o que seu eleitor anseia... Veja os dois candidatos a presidente...um e boneco do presidiário ..o outro nunca fez nada e aparece como o salvador da pátria quando em 30 anos nada fez...bem o final sabemos..afinal foi assim com Collor..lula..Dilma..e olha o seu estado o parana..um antro de ladrões e estão na politica a quantos anos...richa..gleise..etc..quem seleciona são os eleitores...

      6
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Desde a redemocratização o povo está aprendendo a duros golpes... ..agora o povo está querendo uma mudança..., se vai errar ou acertar, é uma incógnita... e, eu como parte do povo, também quero essa mudança... ... ... Quanto à fedentina dos políticos paranaenses é o mesmo cheiro da maioria dos estados brasileiros... ... É SÓ LEVANTAR A TAMPA DO VASO SANITÁRIO... .... MAIS UM MOTIVO DE QUERER A MUDANÇA ...

      1
    • EDMILSON JOSE ZABOTTPALOTINA - PR

      DALZIR , vá cuidar do seu estado onde vocês elegeram no passado "Pimentel " do PT que com toda sua capacidade não conseguiu passar para o Segundo Turno . Para apoiar bandidos deste time só você e a CNBB ( tropa de comunistas) invasores de terras e que vivem do dinheiro público . Saia desta Redoma que você teima em viver . Anarquista e Comunista vai ter que morar na Venezuela ou Cuba .

      1
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Caro Dalzir, segundo consta a Gleisi era assessora parlamentar do Deputado Estadual (na época) do Jorge Samek, que ficou como presidente da Itaipu por 14 anos (de 2002 a 2016). Quando o Samek foi para Brasilia, a Gleisi e seu marido foram morar em Brasilia, aonde? Junto com então deputado federal Paulo Bernardo e sua esposa. Não precisa nem falar no que deu. O Paulo largou da mulher e a Gleisi largou do marido; os dois resolveram caminhar juntos. .... Na época que o Zeca do PT foi governador do MS, a Gleisi foi trabalhar no setor financeiro do governo, segundo falam foi o governo mais corrupto do Estado do MS. Quando Barbosa Neto foi eleito prefeito em Londrina -PR, a mesma Gleisi veio para gerir as finanças do município. Quem quiser saber o que aconteceu é só pesquisar "gestão Barbosa Neto em Londrina". ... ... Ela tentou ser prefeita de Curitiba e, na segunda vez que disputou o senado, foi eleita. Antes da segunda tentativa ela estava trabalhando na Itaipu, sob o comando do antigo chefe "Samek". A primeira coisa que ela fez no Senado, foi apresentar um projeto, que foi aprovado, pois naquele tempo o dinheiro do \PT saia pelos ralos. ... ... E qual foi o projeto? ... ... Aumentado em 200% o valor da energia gerada em Itaipu, paga ao país vizinho Paraguai. ... ... E qual era o presidente paraguaio à época? ... ... O bispo que foi acusado por várias mulheres de as terem levado para a cama, Lugo, amicíssimo do PT. ... ... Essa amante não perde por esperar... ...

      1
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Caro Edmilson...sua falta de competência em argumentação o deixa agressivo...tipico de pessoas que quando lhes falta capacidade de dialogo o caminho que resta e acusação barata e infundada...argumente???discuta???ou voce votou no ladrão do rocha...ou na ladra da gleice..ou no ignorante senador...

      16
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Caro Rensi...quando Collor ganhou o povo queria mudanças... Mudou???quando lula ganhou o povo queria mudança.. e mudou??? Agora quer mudança... E você acha que com borsanada que em 30 anos não fez nada agora vai fazer?? Vai mudar???

      31
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      He! He! (risos). .... Penso que escrevi acima... Desde a redemocratização o povo está aprendendo a duros golpes ... Creio que essa frase já resume a minha possível resposta. ... ... Mas, vou um pouco além, perguntando a você: ... Qual eleito após a redemocratização que cumpriu suas propostas de campanha? ... ... Dou o dobro de tempo, que normalmente você usa para responder as mensagens, pois acho que você vai precisar para achar o nome de sua preferencia...

      0
  • LAURICIO RIBEIRO DE MORAES Rio Verde - GO

    Candidato Bolsonaro não tem necessidade alguma de comparecer a esses debates: Assisti alguns e se eu estivesse em dúvida em quem votar permaneceria com ela. As perguntas são mal formuladas e não condizem com a realidade. Agora uma coisa é certa, se o Bolsonaro for a algum debate vai ser o momento de se observar as respostas do Camaleão.

    1
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      O debate no taco a taco é uma das formas de comprometimento de suas propostas... fugir do debate demonstra medo....fraqueza ...enfim vai ai um pouco de covardia..

      29
    • ELTON SZWERYDA SANTOSHORTOLÂNDIA - SP

      Dalzir, voce é anarquista?

      1
    • EDMILSON JOSE ZABOTTPALOTINA - PR

      Elton, acho que você conseguiu identificar o que este "Dalzir" tem como profissão e de ideologia .. Extremamente sábio, o Sr.Elton. Pois este até agora não havia tido a coragem de se identificar em sua profissão e candidato que apoia.. Anarquista sempre será Anarquista ..... Que Aliás aqui neste espaço de Quem Produz ( mesmo que Galinhas , ovos ,peixes , suínos etc) não cabe um Anarquista.... Bolsonaro nele 17.... Vai morar na Venezuela ou em Cuba ....

      1
    • VILSON AMBROZICHAPADINHA - MA

      Debater com pseudo candidato? Só se for com perguntas por escrito ao real.

      1
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Elton ...boa tarde..procuro ser realista...

      22
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Caro Vilson..pseudo ou não temos dois ruins candidatos...um fantoche do lula..o outro nunca fez nada..então um debate e importante pois quem sabe a baixa qualidade de ambos apareça..pois crista e papo ...chega as galinha do Edmilson..

      21
    • AUGUSTO MUMBACHGOIÂNIA - GO

      Dalzir está parecendo a galerinha do Elenao. Qual o seu candidato? Ah, meu candidato é o Elenao. Qual é o número dele?

      1
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Caro Augusto... Eu não sei...a sugestão é sua..informa o numero pra nos...

      0
  • paulo dragon ubiretama - RS

    Quero ver os dois frente a frente em debates... enquanto isso não acontece, meu voto é branco...

    47
    • PAULO DRAGONUBIRETAMA - RS

      Se você fosse empresário e você iria chamar um futuro trabalhador para fazer parte da sua empresa e ele não iria vir na entrevista você o contrataria? Acho que não né entre o ruim e o péssimo prefiro me abster

      0