Estadão: Em SP, Bolsonaro chega a 63% X 37% dos votos válidos no 2º turno, aponta Ibope

Publicado em 17/10/2018 15:47 e atualizado em 19/10/2018 15:27
4949 exibições
Segundo a revista Cruzoé, o PT está tentando plantar na imprensa que, em seus trackings, Jair Bolsonaro está em queda. Diz a revista: " Fique com a pesquisa da Crusoé, que revela o contrário".

Pesquisa Ibope/Estado/TV Globo feita apenas com o eleitorado paulista mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 63% das intenções de voto em São Paulo, contra 37% para o petista Fernando Haddad.

O cálculo leva em conta apenas os votos válidos, ou seja, não são considerados os nulos, brancos e indecisos. No eleitorado total, Bolsonaro lidera por 55% a 32%. Os indecisos são 2%, e 10% preferem votar nulo ou em branco.

Na pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada na segunda-feira, 15, Bolsonaro tinha 59% dos votos válidos em todo o País e Haddad, 41%.

O poste de Lula está sendo massacrado no maior colégio eleitoral do país. (O Antagonista)

No Rio, a diferença é pouco maior que a de São Paulo: 65% a 35% para o presidenciável do PSL, contando os votos válidos.

Ibope no RS: Eduardo Leite à frente

No Rio Grande do Sul, segundo o Ibope, o tucano Eduardo Leite abriu grande vantagem sobre o atual governador, o emedebista José Ivo Sartori.

Segundo o instituto, o ex-prefeito de Pelotas está com 59% dos votos válidos, e Sartori com 41%.

Governo de SP: empate técnico entre Doria e França

A pesquisa do Ibope em São Paulo mostra que o segundo turno no estado está mais indefinido que as disputas no Rio e em Minas Gerais.

A vantagem numérica é de João Doria. O tucano tem 52% das intenções de voto, ante 48% do governador Márcio França, do PSB.

Ibope no Rio: Witzel 60% x 40% Paes

No Rio, o Ibope também mostra grande vantagem do ex-juiz Wilson Witzel sobre o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes.

Witzel, filiado ao PSC e aliado a Jair Bolsonaro, tem 60% dos votos válidos. Paes, que hoje está no DEM, fica com 40%.

Ibope em Minas: Zema 66% x 34% Anastasia

O Ibope começou a divulgar agora à noite suas pesquisas de intenção de voto para os segundos turnos estaduais.

Em Minas, contando os votos válidos –sem brancos, nulos e indecisos–, Romeu Zema, do Novo, tem larga vantagem. Está com 66%, ante 34% do tucano Antonio Anastasia.

Cruzoé: Bolsonaro 60,9% x 39,1% (votos válidos, nacional)

A pesquisa exclusiva da Crusoé, realizada pelo Instituto Paraná, mostra Jair Bolsonaro com 60,9% dos votos válidos.

Fernando Haddad tem apenas 39,1%.

A vantagem de Jair Bolsonaro no primeiro turno, que já era imensa, tornou-se ainda maior.

Se os números se mantiverem assim até o dia 27, assistiremos ao maior massacre eleitoral da nossa democracia.

crusoe-validos.jpg

Pesquisa Crusoé: Bolsonaro 52,9% x 33,9% Haddad na estimulada 

Na pesquisa estimulada do Instituto Paraná/Crusoé, Jair Bolsonaro aparece com 52,9% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad tem 33,9%.

estimulada-crusoe.jpg

Despenca rejeição de Bolsonaro

Fernando Haddad é rejeitado por 55,2% dos eleitores, diz a pesquisa da Crusoé, feita pelo Instituto Paraná.

O número dos que rejeitam Jair Bolsonaro, por outro lado, despencou 10 pontos percentuais desde a nossa última pesquisa, caindo para apenas 38%.

Essa é a verdadeira frente democrática: aquela que é decidida pelos eleitores.

crusoe-rejeicao.jpg

PESQUISA CRUSOÉ: BOLSONARO DISPARA ENTRE AS MULHERES

A pesquisa Crusoé/Instituto Paraná mostra que Jair Bolsonaro disparou na preferência das eleitoras (47,7%), abrindo 11 pontos percentuais em relação a Fernando Haddad.

Entre os homens, a diferença chega a 28 pontos percentuais.

PESQUISA CRUSOÉ: BOLSONARO SÓ EMPATA COM HADDAD NO ELEITORADO COM ENSINO FUNDAMENTAL

A pesquisa Crusoé, realizada pelo Instituto Paraná, mostra Jair Bolsonaro com 60,4% entre os eleitores com ensino superior.

Ele também vence disparado (56,6%) junto ao eleitorado com ensino médio; e empata com Fernando Haddad entre os eleitores com apenas o ensino fundamental.

PESQUISA CRUSOÉ: BOLSONARO SÓ PERDE NO NORDESTE, MAS DESEMPENHO É BOM

A pesquisa da Crusoé, realizada pelo Instituto Paraná, mostra Jair Bolsonaro na liderança em praticamente todas as regiões do país, com exceção do Nordeste – onde Fernando Haddad lidera com 50,9% contra 34,8% do capitão.

No Sul, Bolsonaro tem seu melhor desempenho, com 63% das intenções de voto.

 

PESQUISA CRUSOÉ: 90,9% DOS ELEITORES DE BOLSONARO JÁ DECIDIRAM

A pesquisa da Crusoé mostra que, para 90,9% dos eleitores de Jair Bolsonaro, a escolha é definitiva.

Considerando que ele tem 60,9% dos votos válidos, a disputa presidencial já está decidida.

Tchau, poste.

 

PESQUISA CRUSOÉ: INTERNET EMPATA COM TV COMO MEIO DE INFORMAÇÃO DOS ELEITORES

A internet é o principal meio de consulta de 45% dos eleitores interessados nas eleições presidenciais, enquanto a TV ainda é a preferida de 44% desse eleitorado – um empate técnico, segundo a pesquisa Crusoé/Instituto Paraná.

No caso dos eleitores de Jair Bolsonaro, a internet é a primeira opção de 51,1%. A maior parte do eleitorado de Fernando Haddad (49,3%) prefere se informar pela TV.


Bolsonaro x Haddad: 

 

'Estamos com uma mão na faixa', diz Bolsonaro sobre a eleição (no ESTADÃO)

RIO - A liderança com 18 pontos de vantagem nos votos válidos sobre Fernando Haddad(PT), de acordo com a última pesquisa Ibope, já faz o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, considerar-se praticamente eleito. "Nós estamos com uma mão na faixa, é verdade. Pode até não chegar lá, mas estamos com uma mão na faixa. Não vai tirar 18 milhões de votos de agora até daqui a dois domingos. Não vai tirar isso", afirmou o presidenciável logo após visitar a sede da Polícia Federal, no Centro do Rio.

Bolsonaro visita quartel da Polícia FederalBolsonaro visita quartel da Polícia Federal  Foto: AP Photo/Silvia Izquierdo

Pouco antes da declaração, o candidato havia desconversado sobre a ampla vantagem. "Eu não estou preocupado com isso. Eu quero é ajudar o Brasil", disse.

Candidato pode faltar a debates mesmo com liberação médica

No evento, Bolsonaro disse ainda que irá aguardar a avaliação dos médicos marcada para esta quinta para decidir se irá participar de debates na reta final do segundo turno. O presidenciável, contudo, admitiu que pode deixar de comparecer a encontros com Fernando Haddad mesmo se for liberado pela equipe médica. "Tudo na política é estratégia", afirmou.

Ao deixar a sede da Polícia Federal no Centro do Rio, Jair Bolsonaro afirmou que não está fazendo "papel de vítima". "Eu levei uma facada, não foi... Não era rinite, igual o Haddad teve e ficou sete dias sem ir (à prefeitura) de São Paulo. Perdi dois litros de sangue, cortou o intestino grosso, fezes se espalharam por todo meu organismo. Fui submetido a uma segunda cirurgia no dia 12, que começou às 9h da noite e terminou às 5h da manhã. Não foi uma brincadeira. Eu perdi 15 quilos, foi um atentado", declarou Bolsonaro.

Dólar destoa do exterior e cai ecoando promessa de BC independente; Bolsa tem leve alta

 O dólar perdeu força e passou a cair ante o real nesta quarta-feira, 17, destoando da persistente valorização da moeda americana no exterior e que conduziu o sinal positivo nos primeiros negócios locais.

A alta da chamada "prévia do PIB" (IBC-BR) de agosto e novas sinalizações do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), favorito nas pesquisas, sobre reformas, privatizações e independência do Banco Central embalam a continuidade do movimento de desmontagem de posições cambiais compradas.  Por volta das 13h30, o dólar caía 1,41% e batia nova mínima, a R$ 3,6698. 

Sobre o câmbio, o diretor de uma corretora, que não quer ser identificado, diz que o mercado precifica a declaração do candidato Jair Bolsonaro em entrevista ao SBT na noite desta terça-feira, 16. O candidato disse que, caso saia vitorioso no segundo turno, o BC será independente de qualquer influencia política, afirma o executivo.

Ao SBT, Bolsonaro (PSL) não apresentou detalhes sobre seus planos para um eventual futuro governo. Ele ressaltou ainda que não apoia a reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer e que deve fazer a reforma dele dentro de determinados limites. Também disse que quer o setor privado em projetos de infraestrutura, que "partirá para privatizações" e negou mais uma vez que aumentará impostos.

​Bolsa 

Já a Bolsa iniciou a tarde oscilando com sinal levemente positivo ao redor do fechamento de ontem, depois de passar toda manhã em queda. Às 13h, o Ibovespa subia 0,42%, aos 86.080 pontos.

O recuo observado na maior parte da manhã foi um ajuste para baixo após a alta ontem (+2,83%). Tem como justificativas o exterior negativo para ativos de risco – enquanto o mercado global aguarda a ata sobre política monetária do Federal Reserve – e notícias domésticas ruins sobre privatizações, sobretudo da Eletrobrás. Ontem, o Senado rejeitou projeto que destravaria a venda de distribuidoras da elétrica federal

A depreciação do Ibovespa é limitada por dois motivos domésticos, segundo analistas. O primeiro é o bom resultado do IBC-Br em agosto, segundo o analista da corretora Socopa Nicolas Takeo. O segundo motivo é a redução da volatilidade com a incerteza reduzindo-se sobre o quadro eleitoral após o primeiro turno e dada a proximidade do segundo turno eleitoral. Faltam apenas sete pregões para o fim da disputa presidencial.

Bolsonaro quer destravar projetos de infraestrutura com dinheiro privado

Jogaram a toalha?

O Antagonista soube que deputados petistas que conseguiram se reeleger já estão, nos bastidores da Câmara, tentando convencer colegas do Centrão a engrossarem a oposição ao governo de Jair Bolsonaro a partir do ano que vem.

Jogaram a toalha?

Fonte: O Antagonista / Estadão

Nenhum comentário