Noronha, do STJ, diz não ver riscos à democracia diante de fala de filho de Bolsonaro

Publicado em 22/10/2018 13:16 e atualizado em 22/10/2018 14:17
55 exibições

LOGO REUTERS

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otavio de Noronha, afirmou nesta segunda-feira que houve um exagero na repercussão da declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, de que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) basta um soldado e um cabo.

"Nitidamente, não vi nenhum interesse de ameaça, estão exagerando na dimensão do que ele falou", afirmou Noronha a jornalistas, ao deixar evento da Fundação Getulio Vargas.

O presidente do STJ disse ainda que a Constituição sacramenta um ambiente democrático no Brasil.

"O Brasil não corre nenhum risco de ter sua democracia arranhada, nenhum risco, no meu sentido, pouco importa quem seja o presidente eleito", afirmou.

(Por Marta Nogueira)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário