Bolsonaro confirma que Agricultura não deve fundir mais com Meio Ambiente

Publicado em 06/11/2018 15:18 e atualizado em 06/11/2018 17:42
2496 exibições

Jair Bolsonaro confirmou a jornalistas que a tendência é não fundir as pastas do Meio Ambiente e da Agricultura.

“Não é que se está recuando ou sinal de fraqueza.”

Os novos quatro ministros de Bolsonaro

Jair Bolsonaro disse à imprensa, na Marinha, que “já está bastante adiantada” a escolha dos nomes para os ministérios de Meio Ambiente, Agricultura, Relações Exteriores e Infraestrutura.

No Globo Rural: Transição começa com agricultura e meio ambiente juntos

Em meio à incerteza e muita discussão sobre como agricultura e meio ambiente serão posicionados no Ministério de Jair Bolsonaro, pelo menos por enquanto, os dois assuntos estarão unidos. Na segunda-feira (5/11), o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que os trabalhos de preparação da nova administração serão divididos por temas. Um deles é agricultura, meio ambiente e produção sustentável.

Ainda falta uma palavra final do presidente eleito sobre a fusão dos Ministérios. Criticada por ambientalistas e por parte das representações do agronegócio, inclusive lideranças da bancada ruralista, a criação de uma pasta única chegou a ser anunciada pela equipe de Jair Bolsonaro. Mas diante da repercussão, ele mesmo chegou a dizer que "tudo indica" que ficarão mesmo separadas.


Quem apoia a fusão, usa o argumento de que agricultura e meio ambiente são áreas que andam juntas e podem ser administradas por um só ministro. Entre os argumentos de quem critica a proposta, estão o de que a agenda do meio ambiente vai além da agropecuária e que uma junção pode prejudicar a governança ambiental no Brasil.

Leia a notícia na íntegra no site do Globo Rural.

Fonte: O Antagonista

Nenhum comentário