Ministro do STJ nega recurso que pede revisão da condenação de Lula

Publicado em 23/11/2018 18:35 e atualizado em 24/11/2018 19:34
298 exibições
Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer, negou hoje (23) o recurso apresentado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva que pede a revisão da condenação do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. O teor da decisão de Fischer, que é o responsável pelos casos relacionados à Lava Jato no STJ, ainda não foi divulgado.

 Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Por determinação do juiz Sergio Moro, o ex-presidente cumpre pena provisoriamente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde 7 abril.

No recurso especial, encaminhado ao STJ no início de setembro, a defesa de Lula pediu que fossem suspensos os efeitos da condenação de Lula até que o processo seja julgado definitivamente na corte superior. Se o recurso fosse deferido, Lula poderia ser liberto e voltar a ficar elegível.

“Decisão da Justiça sepulta narrativa do PT”

A senadora Ana Amélia comemorou no Facebook a decisão da Justiça de transformar em réus Lula, Dilma Rousseff, Guido Mantega e Antonio Palocci.

“A decisão da Justiça, ao acolher a denúncia da PGR, contra o conhecido “Quadrilhão do PT”, colocou, novamente, no banco dos réus, dois ex-presidentes da República desse partido! A acusação que também envolve ex-ministros e alto dirigente do PT, sepulta a narrativa da ‘perseguição politica’! Atacar as instituições que cumprem, rigorosamente, seu dever, como faz o PT nesses casos, não cola mais! Em vez de reconhecer seus erros, atiram no alvo errado! Esquecem, por conveniência, que ‘ninguém está acima da lei’! Bom final de semana a todos!”

Fonte: Agência Brasil/O Antagonista

Nenhum comentário