"É preciso ter muito equilíbrio no que se fala", diz Tereza Cristina

Publicado em 07/12/2018 08:59 e atualizado em 07/12/2018 09:45
174 exibições

Quando assumir o comando do Ministério da Agricultura, em janeiro, a deputada Tereza Cristina (DEM-MS) vai precisar de muito diálogo. Com setores de um governo que, a começar pelo próprio Jair Bolsonaro, deram declarações desastrosas sobre o comércio exterior do Brasil. E com uma máquina pública enferrujada, para destravar processos vagarosos e modernizar o ministério, a fim de intensificar a  produção agropecuária brasileira.

Nesta entrevista exclusiva, a atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) explica como pretende melhorar a imagem do agronegócio lá fora e como espera levar adiante entraves como a reforma agrária, a melhoria na fiscalização agropecuária e a aceleração na concessão de crédito. “Quero trabalhar muito para termos uma área de inteligência que possa atuar com todos os nossos mercados.”

Globo Rural  O que o produtor pode esperar do Ministério da Agricultura a partir de janeiro?

Tereza Cristina  Queremos colocar algumas áreas do ministério no século XXI. Modernizar o ministério, facilitar a vida do produtor e simplificar a burocracia sem perder a segurança da legislação dos diversos segmentos que temos na pasta. Queremos melhorar o ambiente para que o produtor trabalhe com mais tranquilidade. Hoje se exige muito do produtor. Ele perde muito tempo com papel, atrás de licença disso, licença daquilo. Queremos simplificar, cumprir as mesmas coisas de maneira mais simplificada.

Leia a entrevista na íntegra no site do Globo Rural

Fonte: Globo Rural

Nenhum comentário