Wall Street cai 1% com peso de ações de saúde; Nasdaq apaga ganhos de 2018

Publicado em 17/12/2018 14:04
35 exibições

LOGO REUTERS

Por Amy Caren Daniel

(Reuters) - Wall Street recuava 1 por cento nesta segunda-feira, liderada pela queda nas ações do setor de saúde depois de uma decisão federal de que o Obamacare era inconstitucional, com o declínio do setor líder do mercado intensificando ainda mais as preocupações dos investidores com a desaceleração do crescimento global.

Às 13:53 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,66 por cento, a 23.942 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,818477 por cento, a 2.579 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,78 por cento, a 6.856 pontos.

Essa queda apagou os ganhos do Nasdaq no ano, com os mercados dos Estados Unidos registrando seu pior desempenho em dezembro em mais de 80 anos. O Dow Jones fechou o pregão da sexta-feira 10 por cento abaixo de seu recorde máximo de fechamento, se juntando ao Nasdaq e ao S&P no que é conhecido como território de correção.

Uma série de seguradoras de saúde e operadoras de hospitais passaram a cair nesta segunda-feira depois que um juíz federal determinou na sexta-feira que o Affordable Care Act, mais conhecido como Obamacare, era inconstitucional com base em na premissa de que as pessoas deviam comprar seguro de saúde.

O índice de saúde do S&P tinha queda de 1,53 por cento, cedendo seu lugar como setor de melhor desempenho este ano para o índice de serviços públicos, que recuava 0,48 por cento nesta segunda-feira.

Na verdade, todos os 11 principais setores registravam queda, com os menores declínios sendo registrados no mercado imobiliário e de consumo básico, também considerados defensivos, juntamente com os serviços públicos.

"Tivemos um grande sucesso na sexta-feira, e o que estamos vendo agora é um mercado incerto", disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities.

As empresas financeiras caíam 0,77 por cento antes do esperado aumento da taxa de juros na reunião de política monetária de terça-feira a quarta-feira.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário