Presidente da China defende implementação de reformas mas não fala em novas medidas

Publicado em 18/12/2018 08:09
26 exibições

LOGO REUTERS

Por Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - O presidente da China, Xi Jinping, defendeu a implementação inflexível de reformas sob os termos de Pequim, mas não ofereceu nenhuma medida específica em um discurso para marcar os 40 anos da liberalização do mercado.

Em declarações que duraram quase uma hora e meia, Xi pediu apoio para a economia estatal e o desenvolvimento do setor privado, e afirmou que a China vai ampliar os esforços para abertura e garantir a implementação de importantes reformas.

O substancial suporte da China para seu setor estatal é um ponto de discórdia com os Estados Unidos.

"Temos que, de forma inflexível, reforçar o desenvolvimento da economia estatal enquanto encorajamos, damos suporte e guiamos firmemente o desenvolvimento da economia não estatal", disse ele.

Xi falou no dia em que a China comemora o 40º aniversário do início da campanha pelo líder Deng Xiaoping da "reforma e abertura", que levou ao explosivo crescimento industrial que tornou a economia da China a segunda maior do mundo.

Xi reafirmou a liderança do Partido Comunista em todos os aspectos da sociedade e disse que as reformas devem ficar em linha com o objetivo geral de melhorar o sistema socialista com as características chinesas.

"A abertura traz progresso, enquanto o fechamento leva ao retrocesso", disse Xi.

"Todas as medidas de reformas e aberturas não são fáceis. No futuro, enfrentaremos inevitavelmente todos os tipos de riscos e desafios, e mesmos tempestades turbulentas inimagináveis", disse Xi, destacando o papel do Partido Comunista.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário