Parceria Brasil-Israel, que beneficiará Nordeste, está bem encaminhada, diz Bolsonaro

Publicado em 25/12/2018 18:26
454 exibições

SÃO PAULO (Reuters) - Uma parceria entre Brasil e Israel, "que está muito bem encaminhada", beneficiará o Nordeste do Brasil, disse nesta terça-feira o presidente eleito Jair Bolsonaro, indicando que agricultores familiares serão favorecidos por tecnologia israelense de dessalinização de água.

"Em janeiro, o futuro ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) visitará instalações de dessalização, plantações e escritório de patentes em Israel, acompanhado pelo ministro israelense de Ciência e Tecnologia", disse Bolsonaro em sua conta no Twitter.

A afirmação ainda sinaliza como Bolsonaro vem buscando estreitar relações entre Brasil e Israel, cujo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, já confirmou presença na posse do presidente brasileiro.

Há indicações de que o governo eleito poderá mudar a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém, uma medida que poderá afetar as relações comerciais do Brasil com países árabes, grandes importadores de produtos brasileiros, especialmente carnes.

Segundo Bolsonaro, em sua conta no Twitter, o governo eleito pretende, ainda em janeiro, "construir uma instalação piloto para retirar água salobra de poço, dessalinizar, armazenar e distribuir para agricultura familiar, estendendo o projeto para mais localidades após testes e ajustes".

Ele disse que o Brasil poderá negociar a instalação, no Nordeste, de uma fábrica de empresa que tem "tecnologia que produz água a partir da umidade do ar".

Bolsonaro diz que futuro ministro Marcos Pontes visitará Israel em janeiro (no ESTADÃO)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira, 25, que a parceria entre o Brasil e Israel, que beneficiará o Nordeste brasileiro, está "muito bem encaminhada". Conforme ele publicou em seu Twitter, no primeiro mês de 2019, o futuro ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitará instalações de dessalinização, plantações e escritório de patentes em Israel acompanhado pelo ministro israelense da Ciência e Tecnologia, Ofir Akunis.

"Pretendemos ainda em janeiro construir instalação piloto para retirar água salobra de poço, dessalinizar, armazenar e distribuir para agricultura familiar, estendendo o projeto para mais localidades após testes e ajustes", descreve a nota. O futuro presidente diz também que estuda testar uma tecnologia que produz água a partir da umidade do ar em escolas e hospitais da região. "Poderemos, inclusive, negociar a instalação de fábrica no Nordeste para venda desses equipamentos no nosso mercado."

Bolsonaro também escreve que, "livre das amarras ideológicas", o Brasil pode dar os primeiros passos para fora do "buraco" em que foi colocado pelos últimos governos. "Seguimos fortes na missão de fazer deste País uma nação cada vez maior!". Nos últimos anos, o Nordeste brasileiro tem recebido tecnologia israelense para soluções em relação à escassez de água e para o desenvolvimento agrícola.

 

Para selar a aproximação entre os dois países, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, participará da posse de Jair Bolsonaro no dia 1º de janeiro. Será a primeira visita de um chefe de governo em exercício de Israel no Brasil. 

Fonte: Reuters

0 comentário