Diretor-geral da OMC elogia discurso de novo chanceler e defende mudança em sistema multilateral

Publicado em 03/01/2019 18:20 e atualizado em 03/01/2019 19:07
104 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo, elogiou nesta quinta-feira o discurso do novo chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, e defendeu mudanças no sistema multilateral mundial, após se reunir com o presidente Jair Bolsonaro .

Azevêdo disse que não só o Brasil, mas outros países-membros da OMC têm feito críticas ao sistema multilateral e disse que a organização tem feito sua autocrítica. Ele também classificou de "franca" e "produtiva" a conversa com Bolsonaro e disse não ver na cabeça do presidente e dos membros da sua equipe o que chamou de "falsa dicotomia" entre o bilateralismo e o multilateralismo.

Em discurso na cerimônia de transmissão de posse no Ministério de Relações Exteriores na quarta-feira, Araújo criticou a atuação recente do Itamaraty e fez vários ataques ao globalismo e à ordem global, defendendo que o Brasil não pode mais se contentar em ser um "bom aluno na escola do globalismo" e que não assumiu o posto para "trabalhar pela ordem global".

"Aqui é o Brasil e não tenham medo de ser Brasil", disse o novo chanceler.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário