Pará retira embargo à produção da Alunorte; ações da Norsk Hydro disparam

Publicado em 16/01/2019 09:42
35 exibições

LOGO REUTERS

OSLO (Reuters) - A Norsk Hydro disse nesta quarta-feira que o Estado do Pará levantou um embargo à produção na refinaria de alumina Alunorte, o que impulsionou as ações da produtora de alumínio norueguesa, dada a sinalização de que a empresa está mais perto de retomar a plena produção na unidade.

As ações da Hydro subiram mais de 5 por cento em Oslo, tocando uma máxima em seis semanas.

A maior refinaria de alumina do mundo tem operado com metade da capacidade desde o início do ano passado, depois que a Hydro admitiu ter realizado emissões não autorizadas de água não tratada durante fortes chuvas.

Embora a decisão do Pará seja uma notícia positiva para a empresa, a Hydro disse que a produção total não será retomada na Alunorte até que um tribunal federal brasileiro faça o mesmo, levantando o embargo.

"Isso apoia nossa expectativa e uma previsão de que a produção pode ser retomada no segundo semestre de 2019", disseram os corretores do DNB Markets, que fazem uma recomendação de compra das ações da Hydro.

Em plena capacidade, a fábrica pode produzir cerca de 6,4 milhões de toneladas de alumina, ou 10 por cento da capacidade mundial for a da China.

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (SEMAS) emitiu uma nota cancelando seu embargo e dizendo que as operações normais podem ser retomadas, disse a Hydro em um comunicado.

"Continuaremos o diálogo com as autoridades em busca da retomada total da produção", disse John Thuestad, vice-presidente executivo de bauxita e alumina da Hydro.

"A Alunorte informará a Justiça sobre a decisão da SEMAS", disse a Hydro.

O CEO da Hydro, Svein Richard Brandtzaeg, disse à Reuters na semana passada que esperava que as operações em plena capacidade pudessem recomeçar dentro de "semanas ou meses".

(Por Ole Petter Skonnord e Terje Solsvik em Oslo; reportagem adicional de Kanishka Singh em Bangalore)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário