Flávio Bolsonaro diz que é alvo de "grande perseguição política"

Publicado em 25/01/2019 08:18
89 exibições

LOGO REUTERS

(Reuters) - O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) disse nesta quinta-feira que é alvo de "grande perseguição política" promovida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro no caso em que se apuram movimentações financeiras atípicas dele e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Em entrevista ao SBT, o filho do presidente Jair Bolsonaro negou que vá se afastar do mandato parlamentar para preservar o governo do pai.

"Quero aproveitar a oportunidade para falar para todo o Brasil da grande perseguição política que eu estou sofrendo no meu Estado", disse o parlamentar.

Flávio alega que teve seu sigilo bancário quebrado ilegalmente pelo MP fluminense, embora o Ministério Público argumente que recebeu os dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão que é notificado pelos bancos sobre movimentações suspeitas.

"Será que a busca foi da verdade ou teve algum outro objetivo?", questionou o filho do presidente. "Eu não quero fugir de investigação nenhuma. Só quero que a lei valha para mim também", acrescentou, afirmando ainda que a perseguição de que diz ser alvo visa atingir o governo Bolsonaro.

Na véspera, em entrevista à TV Record, o presidente da República afirmou confiar no filho e também disse que a "pressão" sobre Flávio tem como objetivo atingi-lo.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário