Investidores preferem cautela com Previdência, Vale e Donald Trump nesta parte da 4ª feira

Publicado em 06/02/2019 10:18 e atualizado em 06/02/2019 12:16
152 exibições

LOGO nalogo

Apesar das declarações otimistas do ministro Paulo Guedes quanto à reforma da Previdência à saída do Gongresso ontem, mas sem explicar a questão da unificação do tempo de aposentadoria de homens e mulheres que estaria em minuta do plano, os mercados abriram esta quarta (6) em baixa também puxados pelo discurso pouco animador de Donald Trump e pelo anúncio da Vale de investimentos em segurança.

Igualmente há sentimento de sensibilidade quanto ao senador Flávio Bolsonaro, alvo de denúncia junto com ex-assessores na Assembleia carioca e investigado pelo Minsitério Públicado do estado, e sobre o peso de Davi Alcolumbre (DEM-AP) como presidente da casa - também ele alvo de investigação na Justiça Eleitoral - no embate com Renan Calheiros (MDB-AL). Ou seja, os agentes monitoram como os senadores vão recepcionar as medidas do governo depois de passadas na Câmara.

O Ibovespa Futuro, mais influente, cede em torno de 1,20%, ficando pouco acima dos 97 mil pontos. E o dólar recebe mais ordens de compra, variando entre 0,70 e 0,90%, em torno dos R$ 3,69. 

À saída da  reunião com os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, o ministro da Fazenda reiterou a economia de R$ 1 trilhão com a reforma da Previdência e se disse esperançoso de que até junho a proposta venha a ser aprovada no Senado, ou seja, liquidando o assunto que toma conta das análises quanto à recuperação da economia brasileira.

E deixou para o presidente Jair Bolsonaro a decisão de manter os 65 anos para ambos os sexos como o tempo limite de aposentadoria, como chegou a ser divulgado pelo Broadcast/AE e que constaria do plano. Guedes não foi explícito em sua opinião, da mesma forma que continua sem esclarecimentos mais firmes a inclusão ou não dos militares.

A Vale do Rio Doce, em prejuízo com a decisão pública de fechamento de sua maior mina em Minas Gerais, anuncia despesas extras de R$ 1,5 bilhão em investimentos a partir de 2020 - e naturalmente o mercado enxerga como sangria do caixa.

Do cenário internacional, o discurso do presidente dos Estados Unidos ao Congresso, insistindo ainda na construção do muro, sinal de que pode continuar o engessamento do governo no debate com os Democratas, e nenhuma informação substancial sobre um acordo comercial com a China. Os índices acionários americanos também em queda, portanto, enquanto o Índice Dólar sobe.

O barril do petróleo Brent, em Londres, perde na comparação com véspera, mas dentro de uma margem de estabilidade, abaixo dos U$ 62.

Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário