Bolsonaro exonera Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência e divulga vídeo

Publicado em 18/02/2019 18:30 e atualizado em 18/02/2019 19:37
485 exibições

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, em vídeo sobre a exoneração de Gustavo Bebianno do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência, sobre diferenças em questões relevantes, sem dar detalhes, mas procurou elogiar o ex-auxiliar.

"Comunico que, desde a semana passada, diferentes pontos de vista sobre questões relevantes trouxeram a necessidade de uma reavaliação. Avalio que pode ter havido incompreensões e questões mal entendidas de parte a parte, não sendo adequados prejulgamentos de qualquer natureza", afirma o presidente no vídeo de cerca de 1 minuto, divulgado logo após o anúncio da exoneração do ministro.

"Tenho que reconhecer a dedicação e comprometimento do senhor Gustavo Bebianno à frente da coordenação da campanha eleitoral em 2018. Seu trabalho foi importante para nosso êxito, agradeço pelo esforço e empenho."

Bebianno era o presidente interino do PSL e teve papel-chave na campanha eleitoral de Bolsonaro.

"Agradeço ao senhor Gustavo pelo esforço e empenho quando exerceu a direção nacional do PSL e continuo acreditando na sua seriedade e na qualidade do seu trabalho."

Exoneração

Bebianno, presidente do PSL na época da campanha eleitoral, é suspeito de irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para candidatas do partido.

Questionado, Bebianno negouparticipação nas irregularidades.

“Reitero meu incondicional compromisso com meu país, com a ética, com o combate à corrupção e com a verdade acima de tudo”, disse o ministro, em nota divulgada na semana passada.

O presidente Jair Bolsonaro determinou a investigação das candidaturas“laranjas”.

No Estadão: Pivô da crise no governo, Bebianno tem exoneração confirmada pelo Planalto

O porta-voz do governo de Jair Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, confirmou nesta segunda, 18, que o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, sairá do cargo. Ele é o protagonista da maior crise nos primeiros meses do novo governo, suspeito de irregularidades em campanhas do PSL e envolvido em rusgas com um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ).

Em nota lida pelo porta-voz, Bolsonaro deseja "sucesso na nova caminhada" e agradece Bebianno por sua "dedicação".   

Conforme o Estado antecipou no sábado, o presidente Jair Bolsonaro já estava com o ato de demissão do ministro assinado. O próprio ministro também já havia dito que tinha recebido sinalizações de que sua dispensa sairia no Diário Oficial desta segunda, mas isso não aconteceu. Nesta segunda, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que a situação seria resolvida ainda nesta segunda.

Leia a notícia na íntegra no site do Estadão

BOLSONARO SOBRE BEBIANNO: “CONTINUO ACREDITANDO NA SUA SERIEDADE E QUALIDADE” (em O Antagonista)

Em pronunciamento gravado e divulgado há pouco, o presidente Jair Bolsonaro disse que a demissão de Gustavo Bebianno se deu por “divergências de visões”.

Ele também disse reconhecer que o trabalho do agora ex-ministro “foi importante para o nosso êxito” na eleição.

“Agradeço o senhor Gustavo Bebianno pelo esforço e empenho e continuo acreditando na sua seriedade e na qualidade do seu trabalho.”

Bolsonaro também agradeceu “a dedicação e o esforço” do ex-ministro pelo tempo em que “esteve no governo”.

Fonte O Antagonista + G1 + Estadão

Nenhum comentário