Governo diz que pode sobretaxar leite em pó, cigarro e alho europeus como compensação por barreiras ao aço Itamaraty disse que O

Publicado em 20/02/2019 12:49
84 exibições

O Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) informou nesta terça-feira (19) que o Brasil poderá sobretaxar leite em pó, cigarros e alho vindos da União Europeia. A tarifa adicional seria uma compensação por barreiras impostas pelo bloco à importação de aço.

Na segunda-feira, em nota conjunta, o Itamaraty, o Ministério da Agricultura e o Ministério da Economia haviam divulgado que encaminharam a UE um pedido de compensação pelas salvaguardas à compra de aço e que comunicaram a Organização Mundial do Comércio (OMC) de que o Brasil poderia adotar medidas para reequilibrar o comércio o bloco.

Questionado pelo G1 sobre que tipo de compensação constaria no pedido, o Itamaraty informou que venceu no último dia 14 o prazo de 30 dias para que o país e a União Europeia buscassem acordo sobre as barreiras ao aço, sem sucesso.

"Nesse contexto, o Brasil notificou a OMC, em 18/02/19, de que o país poderá suspender concessões a exportações europeias de certos produtos, ao fim de um prazo adicional de 30 dias, previsto pelas regras da OMC. Entre outros produtos europeus que poderão estar sujeitos a tarifa de importação adicional no Brasil, encontram-se leite em pó, cigarros e artigos de fumo e alho", disse em nota.

Leia a notícia na íntegra no site do G1

Fonte: G1

Nenhum comentário