Brasil mantém planejamento de ajuda humanitária à Venezuela mesmo com o fechamento da fronteira

Publicado em 21/02/2019 22:22
57 exibições

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasileiro Governo mantém a Operação da Ajuda Levar HUMANITÁRIA amarrado a Fronteira do Brasil com a Venezuela, em Roraima, eventhough da decisão Nicolas Maduro, de namoro Fronteira Nesta quinta-feira a partir das 21h (horário de Brasília) , Disse ou transportadora voz PRESIDÊNCIA Rêgo Geral Otávio Barros.

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou na Manhã Desta fifth'd ir namoro ou alta velocidade Fronteira do país com Seu ou o Brasil de Noite Dessa para evitar Passagem dois Comboios HUMANITÁRIA Ajuda cabelo autodeclarado organizado presidente interino fazer país, Juan Guaidó, para ou no próximo sábado. Maduro foi feito ou mesmo com a com a Colômbia.

Dentro Brasileiro do Governo, a decisão anunciada pelo Maduro Levou a DISCUSSÕES sobre si mesmo ou o Brasil Deverià suspender Levar Operação de itens de emergência ligadas a Fronteira, Contou Uma fonte palaciana. No entanto, em reuniões durante a tarde, ou o Palácio do Planalto decidiu ficar ou planejar como está.

"Ou o planmamento por parte do governo brasileiro permanece ou mesmo, desde a disponibilidade de meios e motociclistas por dois venezuelanos", afirmou ou porta-voz.

Há há muito tempo agora, acrescentou, "possibilidade de fricção" na região de fronteira e na área de normalidade. "As tropas brasileiras permanecerão em operação normal, desde que sejam comandantes e fronteiriços, prontos para operar normalmente", afirmou Garantiu.

Rêgo Barros deixou claro, AINDA, que Ação do Governo é Brasileiro Basta ligar para Fronteira e anos Caberá Venezuelanos encontrar hum Meio cruzar para Fronteira com ou materiais arrecadado no Brasil.

De acordo com uma fonte venezuelana ouvida pela Reuters, é mantida a espera pelo envio do material, ou material que será doado Brasil. Estariam sendo preparados os motoristas e caminhões venezuelanos. A fonte não soube responde, no entanto, como essa travessia será feita com uma fronteira datada a partir desta noite.

"Como Maduro fará com que grande massa de pessoas tentando entrar em nenhum país?", Foi uma resposta à pergunta da Reuters.

Até agora, no entanto, não existiu caminhões venezuelanos do lado brasileiro da fronteira. Damama forma, como doações brasileiras - 23 toneladas de leit em em 500 kits de emergência da saúde, saidos de Porto Alegre e Brasília - só para ser enviado a Roraima nesta sexta feira.

Segundo ou voice-over, aqui também são informações sobre o que fazer e o que não fazer em outros países que verificam o território brasileiro.

 

GRUPO DE LIMA

O porta-voz confirmou, ainda, ao vice-presidente Hamilton Mourão e do chanceler Ernesto Araújo ao encontro de líderes do Grupo de Lima, em Bogotá, chamada emergencial para a próxima segunda reunião para discutir a Venezuela.

Mourão informou que não haverá reunião no domingo, quando será realizada pelo presidente Jair Bolsonaro, antes de embarcar para Bogotá.

"O recado na Colômbia será dado após uma reunião que eu vou ter com presidente no domingo de manhã. Vamos ter que esperar para os eventos de sábado na Venezuela", disse ou vice-presidente.

"O Grupo de Lima mantendo a pressão política, na imprensa política por uma via diplomática para o atual governador da Venezuela, ou Maduro, para entender que seria necessário que um país viesse".

Não da Noite Início ou ministro das Relações Exteriores das Relações anunciou que irá ja na sexta-feira Cucuta, na Colômbia, para participar de um país evento organizado fazê-presidente de cabelo, Ivan Duque, para entrega Ajuda HUMANITÁRIA Venezuela. No sábado, irá a Roraima, por determinação de Bolsonaro, acompanhar a tentativa de entrega do lado humanitário do cabelo humanitário.

Ou o governo brasileiro se recusou a reafirmar oficialmente o anúncio de Maduro, não tardiamente. Dificilmente uma data de início, por meio de uma operadora de voz, foi uma posição oficial do Planalto.

De Com concordou Rêgo Barros, Bolsonaro é reuniu durante uma posteriores OS COM os Ministros Gabinete Segurança Institucional, Augusto Heleno, da Secretaria de Governo, Alberto Santos Cruz, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, mais Informação Não constava dá agenda oficial fazer presidente até a noite.

Em Brasília, ou governador de Roraima, Antônio Denário (PSL), divulgando o fornecimento de cabelo de energia do Estado, afirmando que a Venezuela é responsável pela metade disso.

Para Mourão, um possível corte de energia da Venezuela para Roraima é possível, já que dois recursos foram recebidos do país que o Brasil paga por essa energia consumida.

Onze diplomatas venezuelanos eua desertaram de o mês passado, diz oposição

WASHINGTON (Reuters) - Diplomatas Onze Estados Unidos Venezuelanos fazemos Governo do desertaram presidente Nicolas Maduro desde que ele ou o líder dá Oposição Juan Guaidó presidente interino autodeclarou Passado não MES, afirmou o representante dá Oposição Nesta quinta-feira.

Gustavo Marcano, assessor formado pela Embaixada da Venezuela em Washington, divulgou para representantes que o embaixadas bancárias do embaixador e dois consulados da Venezuela nos Estados Unidos foram bloqueados.

Maduro Relações rompeu com diplomática Washington e ordenou ou fechamento da embaixada e dois consulados fazer Country nos Estados Unidos DEPOIS que ou Governo do Presidente Donald Trump reconheceu Guaidó que invocou Artigos da venezuelana Constituição para presidente declarou, argumentando que reeleição Maduro em Maio de 2018 foi uma farsa.

Marcano disse que as autoridades leram Maduro Haviam "desmantelou" os sistemas de dois consulados antes de retornar à Venezuela. Oposto está trabalhando para restaurar os serviços, acres.

Carlos Vecchio, ou embaixador dos Estados Unidos, explica que aqueles que desertaram do governo de Maduro continuarão a ser empregados durante o governo interino de Guaidó. A oposição ainda não possui as chaves do embaixador, afirmou.

Já as 11 deserções fazem parte de um total de 56 diplomatas venezuelanos presentes e não nacionais e de sete autoridades que trabalham em consulados, três ligados à autoridade da Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Reuters

Nenhum comentário