Guaidó pede ao Grupo de Lima ajuda para restabelecer democracia na Venezuela

Publicado em 25/02/2019 15:53
39 exibições

LOGO REUTERS

BOGOTÁ (Reuters) - O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, pediu nesta segunda-feira ao Grupo de Lima ajuda e cooperação para restabelecer a democracia em seu país e disse que a transição está sendo bloqueada por coletivos armados que apoiam o governo de Nicolás Maduro.

Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos e por grande parte dos governos da América Latina e Europa, participou nesta segunda-feira em Bogotá pela primeira vez de uma reunião internacional para denunciar a crise humanitária e política enfrentada pelo seu país.

Por sua parte, o presidente da Colômbia, Iván Duque, pediu ao Grupo de Lima ações e decisões de sanção contra Maduro, como o congelamento de ativos que ele possui em países da região.

Duque garantiu que o isolamento diplomático de Maduro é o primeiro passo para restabelecer a institucionalidade e a democracia na Venezuela e acusou o governo Maduro de ser permissivo com o terrorismo e grupos armados e ilegais colombianos.

O Grupo de Lima busca na reunião em Bogotá a adoção de medidas concretas de pressão contra Maduro depois que o governo liderado por ele bloqueou no sábado a entrada de ajuda humanitária no país. Na abertura do encontro, o vice-chanceler do Peru, Hugo de Zela, descartou que se avalie o uso da força como solução para a crise na Venezuela.

(Por Luis Jaime Acosta)

Fonte Reuters

Nenhum comentário