No Estadão: Brasil exige condições para abandonar vantagens na OMC e entrar na OCDE

Publicado em 21/03/2019 08:05
128 exibições

Negociadores brasileiros afirmaram aos americanos que aceitariam abrir mão de vantagens dadas a emergentes na Organização Mundial do Comércio (OMC) em troca do apoio dos EUA à entrada do País na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Mas o Brasil impôs condições, algo não noticiado na terça-feira, último dia da visita de Jair Bolsonaro a Washington. A informação foi relatada ao ‘Estado’ por um alto funcionário do governo brasileiro que acompanhou o encontro com o presidente americano, Donald Trump. 

Para os americanos, o Brasil não poderia ser membro da OCDE, informalmente chamada de “clube dos ricos”, e manter as vantagens comerciais de um país em desenvolvimento dentro da OMC. Seria repetir o que fez a China, tudo o que os EUA não querem mais ver. O Brasil, de acordo com este funcionário, estaria disposto a deixar a OMC, mas com uma condição importante: outros países, como China e Coreia do Sul, teriam de fazer o mesmo.

O alto funcionário do governo brasileiro relatou momentos de tensão, especialmente quando os negociadores americanos abordaram de maneira agressiva as exportações do Brasil. Imediatamente, os brasileiros também subiram o tom, para evitar que o diálogo fosse conduzido pelos EUA. 

Leia a notícia na íntegra  no site do Estadão.

Fonte: Estadão

Nenhum comentário