Mercados da China fecham em máxima de mais de 1 ano com expectativa por comércio e estímulo

Publicado em 04/04/2019 07:56
40 exibições

LOGO REUTERS

XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam na máxima de mais de um ano nesta quinta-feira, com o índice de blue-chips subindo pela quarta semana seguida com os investidores comemorando o progresso nas negociações comerciais e o estímulo de Pequim para alimentar o crescimento.

Os mercados chineses ficarão fechadas na sexta-feira devido a feriado.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 1 por cento, enquanto o índice de Xangai subiu 0,94 por cento.

Nas quatro sessões da semana, o SSEC ganhou 5,0 por cento, enquanto o CSI300 avançou 4,9 por cento.

A China vai cortar taxas relacionadas ao governo e cobranças de serviços para reduzir os custos a empresas e pessoas a partir de 1 de julho, disse a mídia estatal na quarta-feira, como parte de uma promessa mais ampla de reduzir trilhões em impostos e taxas neste ano.

As expectativas de um acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo continuavam a melhorar o sentimento.

As negociações comerciais entre EUA e China fizeram "bons avanços" na semana passada em Pequim e os dois lados buscam reduzir as diferenças durante discussões que podem se prolongar por mais de três dias nesta semana, disse o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,05 por cento, a 21.724 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,17 por cento, a 29.936 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,94 por cento, a 3.246 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,00 por cento, a 4.062 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,15 por cento, a 2.206 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,13 por cento, a 10.704 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,15 por cento, a 3.316 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,83 por cento, a 6.232 pontos.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário