Netanyahu obtém vitória nas eleições em Israel; Pela 5.a vez ocupará cargo de primeiro-ministro

Publicado em 10/04/2019 13:18
69 exibições

Com mais de 99% dos 4 milhões de votos apurados em Israel, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, obteve a vitória com 26,27%, enquanto em segundo lugar ficou o general Benny Gantz, ex-ministro da Defesa, que conquistou 25,95%. Nestas releições, 64,6% dos 6,3 milhões de eleitores participaram.

A vitória de Netanyahu o coloca como um recordista no cargo, ocupando-o pela quinta vez. A conquista se deve à coalizão dos partidos religiosos e conservadores com o Likud (partido político de Israel, que congrega o centro-direita e a direita conservadora). “Agradeço aos cidadãos de Israel por sua confiança”, disse nas redes sociais.

O principal opositor do Partido Azul e Branco (cores da bandeira de Israel), de centro, liderado por Gantz, também se considera vitorioso devido à pequena margem de diferença entre ambos.

Os eleitores foram às urnas para escolher os parlamentares do Knesset (Parlamento), que tem 120 lugares.

Nos últimos dias da campanha, Netanyahu se comprometeu a anexar partes da Faixa de Gaza ocupada. A iniciativa encerra a perspectiva de paz com os palestinos.

Trump felicita Netanyahu e diz que paz no Oriente Médio ficou mais próxima com vitória

WASHINGTON - O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, parabenizou nesta quarta-feira, 10, o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, diante da grande probabilidade de ele formar uma coalizão de governo em Israel. Segundo Trump, a vitória de Netanyahu aumenta a possibilidade de um acordo de paz no Oriente Médio.

"Agora que Bibi (como Netanyahu é conhecido) ganhou, penso que teremos boas coisas em relação à paz", disse. "A probabilidade (de um acordo) aumentou."

Durante a campanha, Netanyahu falou em anexar partes da Cisjordânia, que os palestinos querem que faça parte de um futuro Estado. 

Nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (início da madrugada no Brasil), com 99% das urnas apuradas, o Likud, partido do premiê, e o Azul e Branco, do general Benny Gantz, estavam empatados, com 35 cadeiras cada um.

Bibi, no entanto, aparece em vantagem quando somada a coalizão de pequenos partidos, que lhe dariam entre 65 e 67 deputados dos 120 do Parlamento.

Fonte: Agência Brasil/Estadão

Nenhum comentário