Pressão no atacado diminui e IGP-M desacelera alta a 0,92% em abril, diz FGV

Publicado em 29/04/2019 10:32
20 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) encerrou abril com alta de 0,92 por cento, de 1,26 por cento em março, com menor pressão dos preços das matérias-primas brutas no atacado, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Em abril, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60 por cento do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, desacelerou a alta a 1,07 por cento, de 1,67 por cento no mês anterior.

O grupo Matérias-Primas Brutas passou a mostrar alta de 1,57 por cento em abril, de 2,33 por cento em março, com destaque para o comportamento dos itens milho, soja e laranja.

Para o consumidor, a pressão sobre os preços aumentou uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30 por cento no índice geral, subiu 0,69 por cento no período, anta alta de 0,58 por cento em março.

No mês, a principal contribuição partiu do grupo Transportes, cujos preços subiram 1,06 por cento, de um avanço de 0,82 por cento no levantamento anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, avançou 0,49 por cento em abril, sobre alta de 0,19 por cento antes.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

(Por Stéfani Inouye)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário