Dólar renova máxima em 8 meses ante real com cenário turvo para reformas

Publicado em 20/05/2019 18:47 e atualizado em 20/05/2019 20:17
106 exibições

LOGO REUTERS

A atuação do Banco Central (BC) conseguiu segurar a cotação da moeda norte-americana. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (20) vendido a R$ 4,105, com leve alta de 0,07%. Mesmo próxima da estabilidade, a cotação fechou no maior valor em oito meses. Em 19 de setembro, a divisa era vendida a R$ 4,124.

O dólar começou a sessão em alta, chegando a superar R$ 4,12 no fim da manhã. Quando o BC entrou no mercado por volta das 12h, a cotação desacelerou. A moeda chegou a cair para R$ 4,09 no início da tarde, mas voltou a superar R$ 4,10 nas horas finais de negociação.

Hoje, o Banco Central vendeu US$ 1,25 bilhão das reservas cambiais, com compromisso de recomprar o dinheiro daqui a alguns meses. Os leilões serão repetidos amanhã (21) e quarta-feira (22), sempre no mesmo valor, até a injeção totalizar US$ 3,75 bilhões.

Diferentemente do câmbio, o mercado de ações teve fortes ganhos nesta segunda. Depois de três sessões seguidas de queda, o Ibovespa, principal índice da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), terminou esta segunda com alta de 2,17%, aos 91.946 pontos. Esse foi o maior ganho percentual diário do indicador desde 28 de março, quando subiu 2,7%. Na sexta-feira, o Ibovespa tinha encerrado em 89.993 pontos, no menor nível do ano.

Fonte: Reuters

0 comentário