A pedido de Bolsonaro, PSL desiste de apresentar destaque para tirar Coaf da Economia

Publicado em 28/05/2019 14:46
81 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O PSL não apresentará destaque para devolver o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ao Ministério da Justiça e irá votar pela manutenção do órgão no Ministério da Economia, disse nesta terça-feira o líder do partido no Senado, Major Olimpio, depois de conversa com o presidente Jair Bolsonaro.

Olimpio havia reiterado na véspera que apresentaria um destaque durante a votação da Medida Provisória 870, que trata da reforma administrativa do governo federal, nesta terça-feira, para devolver o Coaf à pasta do ministro Sergio Moro.

No entanto, o senador foi convencido pelo presidente e por telefonemas do próprio Moro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que a mudança não iria atrapalhar a atuação do órgão, mas poderia prejudicar a aprovação da MP.

Se o Senado aprovar a volta do Coaf para o Ministério da Justiça, como estava previsto inicialmente na MP, o texto terá que voltar para a Câmara e poderia caducar antes de ser votado novamente pela Casa, já que o limite é a próxima segunda-feira.

O líder do PSL disse ainda que os partidos Podemos e Pros planejam apresentar um destaque sobre a mudança de pasta do Coaf, mas que haverá uma tentativa de sensibilizar essas legendas a também evitarem a mudança.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Fonte: Reuters

0 comentário