Dólar cai mais aliviado com a Previdência e Ibovespa cauteloso com exterior

Publicado em 31/05/2019 11:13
269 exibições

LOGO nalogo

O dólar anda mais colado à expectativa positiva sobre a Previdência e o mercado acionário está cauteloso em relação ao cenário externo, com as novas tensões adicionadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sempre tentando ampliar sua guerra comercial para outras fronteiras. Agora é com o México, o que também prejudica, por tabela, as negociações já complicadas com a China.

A divisa americana segue comportada nesta manhã de sexta, como foi o fechamento da véspera, cuja alta beirou a estabilidade, 0,06% (R$ 3,9772). Por volta das das 11h25, estava caindo mais de 1,15% (R$ 3,933).

O Ibovespa, principal índice da B3, oscilando bastante, subiua moderamente em 0,26%. 

Trump ameaça impor mais tarifas aos mexicanos, de 5%, caso não resolvam a questão dos imigrantes, e transfere o problema para um acordo que vinha se desenhando no âmbito dos EUA-Canadá-México.

Os analistas acreditam também que a situação se reflete na disputa com os chineses, aumentando o nível de intransigência dos dois lados. Ao mesmo tempo, o chefe do Banco do Povo, na China, advertiu que a cruzada de Trump pode levar o mundo a uma nova crise financeira.

Ao mesmo que o governo trouxe novos dados sobre a contração da manufatura do país.

Enquanto vem aumentando a procura por títulos do Tesouro americano, os índices acionários caem nesta sexta, seguido do dólar index.

No Brasil, o cenário mais aliviado coninua, depois das vitórias e acordos no governo sobre as MPs, além de reiteradas disposição do Congresso em aprovar a reforma previdenciária.

 

 

 

 

Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário