Assessor de Trump e influente senador jogam dúvidas sobre tarifas dos EUA ao México

Publicado em 05/06/2019 14:23
32 exibições

LOGO REUTERS

Por Doina Chiacu e Richard Cowan

WASHINGTON (Reuters) - Um assessor de comércio da Casa Branca e um senador republicano afirmaram nesta quarta-feira que o plano dos Estados Unidos de impor tarifas sobre produtos mexicanos pode não entrar em vigor, oferecendo esperanças para o México e para empresas norte-americanas preocupadas com o dano econômico das guerras comerciais do presidente Donald Trump.

O assessor Peter Navarro disse à CNN que as tarifas de Trump, que entrariam em vigor na próxima semana, podem não ser necessárias porque os EUA têm agora "a atenção dos mexicanos" sobre deter a imigração ilegal.

Trump disse inesperadamente ao México na semana passada para adotar uma linha mais dura sobre a contenção da imigração ilegal ou enfrentará tarifas de 5% sobre todas as exportações para os EUA, subindo para até 25% mais tarde.

Autoridades mexicanas vão buscar convencer a Casa Branca em negociações feitas pelo vice-presidente dos EUA, Mike Pence, nesta quarta-feira de que seu governo tem feito o suficiente para conter a imigração e evitar as tarifas.

Falando na Irlanda, Trump disse achar que o México quer fazer um acordo para evitar as tarifas, mas que se o país não adotar medidas para controlar o fluxo de imigrantes as taxas entrarão em vigor.

"O México pode parar com isso. Eles têm que parar, ou não será possível fazermos negócios. É algo muito simples. E acho que eles vão parar. Acho que eles querem fazer algo. Acho que eles querem fazer um acordo", disse Trump.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, afirmou estar otimista de que as negociações podem terminar em um acordo.

"Acreditamos que essas tarifas podem não entrar em vigor exatamente porque temos a atenção dos mexicanos", disse Navarro.

Trump tem enfrentado forte resistência de seu próprio partido Republicano sobre as tarifas, com muitos parlamentares preocupados sobre o potencial impacto ao comércio.

Chuck Grassley, presidente republicano do Comitê de Finanças do Senado dos EUA, previu que os EUA e o México chegarão a um acordo para evitar as tarifas.

Autoridades mexicanas vão oferecer "uma longa lista de coisas" para evitar as tarifas nas negociações nesta semana, disse Grassley a repórteres, acrescentando achar que um possível acordo pode ser anunciado na quinta-feira.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário