Trump acredita que China fechará um acordo comercial, mas tarifas estão prontas

Publicado em 10/06/2019 11:04
109 exibições

LOGO REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira que tarifas adicionais sobre produtos chineses estão prontas para entrar em vigor após a cúpula do G20 neste mês se nenhum acordo com a China for alcançado, e disse que as políticas do Federal Reserve são "destrutivas" para os EUA.

Em uma entrevista ampla à CNBC, Trump também disse que as disputas sobre a gigante de tecnologia chinesa Huawei Technologies podem ser tratadas no âmbito de qualquer acordo comercial dos EUA com a China.

Trump disse que se o presidente chinês, Xi Jinping, não participar da reunião do G20, tarifas entrarão em vigor imediatamente. Trump tem repetidamente afirmado que está pronto para se encontrar com Xi na cúpula de Osaka no final de junho, mas a China ainda não confirmou.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse nesta segunda-feira que o país está aberto a mais negociações comerciais com os EUA, mas não tem nada para anunciar sobre um possível encontro.

"Se não fizermos um acordo, vocês verão um aumento de tarifas", disse Trump.

O presidente norte-americano voltou a criticar a China por desvalorizar sua moeda para criar uma vantagem injusta no comércio, o que, segundo ele, é exacerbado por políticas do Federal Reserve.

"Eles desvalorizam sua moeda --eles têm feito isso há anos. Isso os colocou em uma tremenda vantagem competitiva e não temos essa vantagem porque temos um Fed que não reduz a taxa de juros", disse Trump à CNBC, acrescentando que "nosso Fed é muito, muito destrutivo para nós".

(Reportagem de Doina Chiacu e Makini Brice)

Fonte: Reuters

0 comentário