Dólar recua ante real aguardando parecer da reforma da Previdência na comissão especial

Publicado em 13/06/2019 10:23
58 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava ante o real nesta quinta-feira, com o mercado voltando toda sua atenção à apresentação do parecer do relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), na comissão especial da Câmara dos Deputados.

Às 10:17, o dólar recuava 0,73%, a 3,8403 reais na venda

Na quarta-feira, o dólar subiu 0,47%, a 3,8686 reais na venda, menor patamar em dois meses.

O dólar futuro perdia cerca de 0,8% neste pregão.

Na véspera, Moreira disse que espera apresentar nesta quinta-feira um parecer muito próximo do desejo da maioria.

Moreira afirmou também que o regime de capitalização deve ficar fora do texto a ser apresentado na quinta-feira, já que não há consenso sobre a questão.

Outros pontos que deverão ser retirados da proposta defendida no parecer são a aposentadoria rural e o BPC, além da previdência de Estados e municípios.

Na avaliação de agentes financeiros, a retirada de pontos que eram questionados pela oposição foi uma decisão necessária acertada do governo, uma vez que não deixa margem para obstrução e ainda mantém em aberto a possibilidade destes pontos serem incluídos novamente através de emendas.

"Acho que (governo) agiu certo, para não esticar mais ainda a aprovação. Vai perder um pouco a economia, mas no longo prazo vai ser saudável", ponderou o diretor de câmbio do banco Ourominas, Mauriciano Cavalcante.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta manhã que desses pontos que ficarão de fora do texto, a capitalização é a única coisa que o governo ainda tenta recuperar.

Ele declarou ainda que a manutenção da potência fiscal próxima a 1 trilhão de reais é uma vitória, o que agradou agentes financeiros.

"Mesmo com o emagrecimento da reforma da Previdência, ainda é previsto que a economia seja de 1 trilhão de reais, o mercado está bem animado. Se começar e for anunciando aos poucos medidas que levem a ser verdade essa economia, mercado pode buscar os 3,80 reais ainda hoje", afirmou Cavalcante.

Já o presidente da comissão especial, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse na véspera que fará um esforço para iniciar a votação da proposta no colegiado no próximo dia 27.

O BC realiza nesta sessão leilão de até 5,05 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de julho, no total de 10,089 bilhões de dólares.

(Por Laís Martins)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário