Preço médio do litro da gasolina e do etanol tem primeira queda simultânea depois de três meses de altas consecutivas, aponta Ticket Log

Publicado em 23/06/2022 17:38
Valor do etanol recuou 1,58% na primeira quinzena de junho e litro da gasolina ficou 0,35% mais barato, comercializado a R$ 7,52

Segundo dados do último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), referentes à primeira quinzena de junho, o litro da gasolina comercializado nos postos de abastecimento do País fechou o período a R$ 7,52, valor 0,35% mais barato se comparado ao fechamento de maio. Já o preço do litro do etanol recuou 1,58% e fechou a quinzena a R$ 6,02.

“Os combustíveis tiveram a primeira queda simultânea no preço depois de altas consecutivas que vêm sendo registradas desde fevereiro deste ano, segundo o último levantamento da Ticket Log. Mesmo assim, vale ressaltar que estamos quase no final do primeiro semestre, com a gasolina em alta de mais de 9%, se comparado a janeiro, e o etanol com 4,6% de aumento, em relação ao mesmo período”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

Com exceção do Nordeste, que registrou um acréscimo de 0,01% no preço da gasolina, em relação ao mês anterior, e fechou o período com o litro mais caro do País (RS 7,65), todas as demais regiões apresentaram redução no preço: Sudeste (-0,92%), Sul (-0,60%), Norte (-0,40%) e Centro-Oeste (0,34%). A menor média para a gasolina foi comercializada na Região Sul, com o litro vendido à média de R$ 7,15.

Além do recuo na média nacional, o litro do etanol ficou mais barato nos postos de todas as regiões brasileiras: Sudeste (-4,85%), Centro-Oeste (-3,25%), Sul (-2,67%), Norte (-0,37%) e Nordeste (-0,11%). O menor preço médio para o combustível foi registrado nas bombas do Centro-Oeste, a R$ 5,48. Já a média mais cara deixou de ser comercializada no Sul, como no mês passado, e foi registrada no Norte do País, a R$ 6,26. 

Na análise por Estado, o Nordeste se destacou com as maiores médias e altas mais expressivas para o preço da gasolina. Na Bahia o combustível fechou o período com alta de 2,38%, e passou de R$ 7,78 para R$ 7,97. Já o maior preço médio foi encontrado nos postos de abastecimento do Piauí, a R$ 8,08, com alta de 1,07%. Em contrapartida, o Ceará apresentou a maior redução do País no valor médio da gasolina (-1,68%), que passou de R$ 7,80 para R$ 7,67. O litro mais barato foi registrado em São Paulo, a R$ 6,97.

Além de apresentar o menor preço para a gasolina, São Paulo também foi o Estado que registrou o menor preço médio para o etanol e o maior recuo no valor do litro do combustível em todo o País (-7,04%), que passou de R$ 5,10 para R$ 4,74. Novamente nos destaques das altas mais expressivas de todo o território nacional, na Bahia o etanol ficou 2,25% mais caro e passou de R$ 6,12 para R$ 6,26. A média mais alta para o litro foi comercializada nos postos de abastecimento do Pará, a R$ 6,82.

“Mesmo com o maior recuo na média nacional em relação à gasolina, o etanol é a opção mais vantajosa para abastecimento apenas para os Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, reflexo também das reduções mais expressivas para o combustível identificados no Sudeste e no Centro-Oeste, de acordo com o IPTL”, conclui Pina.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Fonte:
Ticket Log

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário