`Brasil está 5 anos atrás em tecnologia´

Publicado em 02/09/2008 11:24 2594 exibições

Um dos focos da parceria entre CHS e Coopermibra é a troca de informações e de tecnologias para o melhor desempenho das lavouras. Produtores brasileiros irão anualmente aos EUA para conhecer detalhes da produção de grãos. Agricultores dos EUA virão ao Brasil.

Carlos Cesar Nespolo, produtor de Campo Mourão (PR), participou da primeira visita-piloto aos EUA há três semanas. O Brasil tem algumas vantagens sobre os norte-americanos, como a disponibilidade de terra, o clima e a possibilidade de duas safras por ano.

"Mas no que se refere à estrutura de produção o Brasil está pelo menos cinco anos atrás dos norte-americanos." A disparidade entre o uso de tecnologia por lá e por aqui é gritante, diz o produtor.

Por lá, tudo é feito dentro de um rígido planejamento da propriedade rural. Toda vez que os brasileiros entravam em uma fazenda, o produtor já vinha com planilhas de custos e acompanhamento detalhado da lavoura. "Não sei o que vamos mostrar para eles, quando vierem aqui", diz Nespolo.

O avanço da produção nos EUA começa logo no preparo da safra. Transgênicos, formas de aplicação de agroquímicos e adubação já garantem custos menores e produtividade maior. O produtor não compra o insumo e o leva para casa, mas adquire a aplicação completa por hectare, que é feita pela própria cooperativa.

Mesmo que o produtor adquira esses insumos sem a contratação da aplicação, os custos são menores porque não se usa mais embalagem. A comercialização é toda a granel.

Cálculos da Coopermibra indicam que, apenas com embalagens, carregamento e descarregamento das sacarias, a tonelada de adubo tem elevação de US$ 80 no Brasil. "Temos que aprender muito em termos de tecnologia", afirma Nespolo.

Fonte: Folha de São Paulo

Fonte:
Folha de São Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário