Crise já afeta economia do RS

Publicado em 07/12/2008 07:24 1399 exibições

Crescimento da arrecadação gaúcha desacelera em novembro 

Só agora a secretaria gaúcha da Fazenda fechou os números da arrecadação do ICMS de novembro. Os dados desta nota foram apurados em primeira mão por esta página nesta sexta-feira.

. O valor foi a R$ 1,34 bilhão, sem descontar os 25% que vão para os municípios.

. A novidade é que apesar do crescimento (nominal) espantoso de 16% sobre os 1,17 bilhão do mesmo mês do ano passado, não se confirmaram os números iniciais que previam avanço de 26,3%.

. São os primeiros desdobramentos da crise global sobre a economia do RS.

. É só o começo.

 -  No ano, o crescimento da receita é de 23,5%, acumulando R$ 12,3 bilhões, mas dezembro puxará o aumento para baixo.

- Nem com banda de música o governo gaúcho admitirá mudar as datas de recolhimento do ICMS.

. O governo acha que no RS nem há razão para pensar em algo semelhante.

1) Com números robustos sobre o crescimento das vendas este ano (11% no Estado e 7% em Porto Alegre), nem se sabe o que inspirou a proposta feita pela Fecomércio.

2) Os números fecharão bem nos setores industrial (mais 5%) e serviços (4%), mas muito mal no setor agropecuário (menos 6%), segundo projeções do editor. Os dados mais recentes sobre produção industrial do RS,  no mês de outubro, foram de menos 5,5%.  Os números do IDI (Índice de Desempenho Industrial) da Fiergs foram melhores, mas representam uma amostra imperfeita.



Desemprego recorde nos EUA derruba mercados 

Os números sobre desemprego nos EUA produziram uma sexta-feira negra ao redor do mundo.

. Em novembro, 573 mil trabalhadores resultaram desempregados nos Estados Unidos, o pior número desde novembro de 1974.

. A notícia desembarcou nos mercados logo cedo, provocando quedas nas cotações das principais commodities agrícolas e minerais, inclusive petróleo, como também nas cotações das ações (menos 2,67% na Bovespa, no início da tarde) e das moedas (mais 2,53%, R$ 2,564, as 14h).

. O fim de semana servirá para medir os desdobramentos da nova conjuntura, porque as conseqüências não serão nem um pouco boas a partir de segunda-feira e quem tiver juízo terá que se segurar.  

Crise do etanol diminui entusiasmo do RS 

Não é de muito entusiasmo a reação dos empreendedores gaúchos diante da decisão (ainda não anunciada) do governo federal,  de permitir a exploração da cana-de-açúcar, e portanto do etanol (álcool), nas regiões das Missões, Fronteira Oeste e Litoral Norte do RS.

. O RS importa 98% do álcool e do açúcar que consome.

. A falta de entusiasmo deve-se à crise do etanol em todo o Brasil. As usinas estão produzindo mais do que a demanda nacional e internacional, conforme os números a seguir:

PRODUÇÃO 2008/2009 – 27 bilhões de litros de etanol.
CONSUMO GLOBAL – 25 bilhões de litros de etanol.

. Outro problema é o preço. Como o barril do petróleo aproxima-se dos US$ 40, o custo da exploração do etanol ficará proibitivo.

. Quem tem carro flex deve abrir o olho (90% dos carros) sobretudo se o governo reduzir o preço da gasolina, porque o preço do álcool só é competitivo se for o equivalente a 70% do preço da gasolina.  

Saiba como anda a produção gaúcha de biodiesel 

Nem um só novo projeto de biodiesel será aprovado no RS pelos próximos 12 meses.

. O RS possui usinas produzindo em Passo Fundo (BSBios), Veranópolis (Oleoplan), Cachoeira do Sul (Granol) e Rosário (Brasil Ecodiesel).

. O biodiesel gaúcho é todo produzido com soja.

. No último leilão da Petrobrás, para garantir a mistura de 3% de biodiesel no diesel, os preços oferecidos foram de R$ 2,40 por litro, R$ 0,40 acima do preço vendido na bomba, o que significa que o biodiesel é subsidiado pelo consumidor. O RS ficou com 20% do total leiloado.

Fonte:
Blog Polibio Braga

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário