Seca na América do Sul estimual ganhos da soja na CBOT

Publicado em 24/12/2008 16:51 2112 exibições
Comentário de Antonio Bueno - SOJANET:

Nesta terça-feira, vinte e três de dezembro de 2008, as cotações futuras de soja novamente fecharam com ganhos substanciais no pregão da Bolsa de Chicago (CME Group). E isto ocorreu apesar da moderada valorização do Dólar dos EUA perante outras moedas fortes, apesar da continuada queda dos preços do petróleo (em poço que parece não ter fundo) e apesar do Relatório do Escritório de Estatísticas (Census Bureau) norte-americano divulgado nesta terça-feira cujos números foram julgados negativos.

Os produtores norte-americanos continuam vendendo o mínimo possível, enquanto a demanda de final de ano da oleaginosa permanece sólida. O número relativo ao esmagamento de soja norte-americana durante o mês de novembro passado foi de 3,94 milhões de toneladas, ou seja, cerca de 54.400 toneladas abaixo do que era esperado pelos participantes do mercado em Chicago.

Ainda assim, os números do Census Bureau relativos aos estoques de óleo de soja e de farelo de soja ao final do último mês vieram bem acima das expectativas, ou seja, respectivamente, foram reportadas 1.162.103 toneladas métricas de óleo e 543.404 toneladas métricas de farelo. O Egito comprou nesta data 20.000 toneladas de óleo de soja.

Do ponto de vista técnico, o rompimento da importante linha de resistência correspondente à média móvel de 50 dias foi confirmado e as cotações de soja plotadas no primeiro gráfico abaixo já ultrapassaram o primeiro objetivo gráfico, ou seja, o nível imediato de resistência a US$9,00/bushel. O próximo objetivo técnico é o nível de resistência a US$9,20/bushel.

Tudo leva a crer que as cotações futuras de soja poderão continuar subindo aos poucos, no curto prazo, em Chicago, desde que não chova abundantemente (ou não surjam previsões de chuvas bem distribuídas e fortes) nas regiões de estiagem do Sul do Brasil (PR e RS) e da Argentina e desde que não ocorram expressivas dificuldades financeiras adicionais.

Fonte:
sojanet.com

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário