Em dia morno, Bovespa fecha em queda de 0,39%

Publicado em 08/03/2010 18:55 473 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) teve um dia de desvalorização modesta na sessão de negócios desta segunda-feira. Em um semana de agenda econômica bem mais leve, analistas aguardam dias de pouca volatilidade, pelo menos no curto prazo.

As notícias do final de semana sobre a Grécia não animaram, embora sem afetar a relativa tranquilidade do mercado sobre a situação na zona do euro. Na cena doméstica, índices de preço reforçaram as expectativas de uma taxa de inflação mais alta para o ano.

O Ibovespa, principal termômetro dos negócios da Bolsa paulista, recuou 0,39% no fechamento, indo para os 68.575 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,16 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York fechou em baixa de 0,13%.

A ação preferencial da Vale, que teve negócios de R$ 966 milhões, desvalorizou 0,29%. Outra ação bastante movimentada pelos investidores (giro de R$ 567 milhões), a ação preferencial da Petrobras teve perda de 0,30%.

"Tanto hoje e amanhã como devem ser dias mais tranquilos. A agenda nos EUA está fraca, os números vindos da Europa estão vindo em linha com as expectativas dos investidores e analistas. Está para sair alguns números da China [na quarta-feira] sobre varejo, produção industrial, mas acredito que eles não devem 'assustar' muito o mercado. Acho que hoje foi um dia de realização [venda de ações muito valorizadas] pontual, depois de vários dias de ganhos", afirma Waldney Trindade, analista da Uniletra Corretora.

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,788, em um aumento de 0,05%. A taxa de risco-país marca 181 pontos, número 3,20% acima da pontuação anterior.

Entre as primeiras notícias do dia, os dois índices de preços apontaram aceleração: o IGP-DI subiu 1,09% em fevereiro, ante uma variação de 1,01% em janeiro. Já a 1ª prévia de março do IPC-S teve alta de 0,88% na primeira leitura prévia deste mês, contra uma alta de 0,68% na divulgação anterior.

No relatório Focus, o mercado financeiro aumentou novamente a projeção para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo): eles esperam que o índice oficial de inflação encerre o ano em 4,99%, quase meio ponto percentual acima da meta de 4,5% estabelecida pelo governo para 2010.

O Ministério do Desenvolvimento reportou um superavit de US$ 500 milhões na primeira semana do mês. No acumulado do ano, o Brasil apresenta superavit comercial de US$ 727 milhões.

Grécia

Neste final de semana, não houve indicações claras de que a comunidade europeia deve lançar um pacote de auxílio financeiro para ajudar a Grécia, embora o presidente da França, Nicolas Sarkozy, tenha sinalizado algum respaldo ao país mediterrâneo. "Os principais atores no palco europeu estão decididos a fazer o que for necessário para garantir que a Grécia não fique isolada", afirmou o líder francês. Representantes da Alemanha e da França, as duas maiores economias da zona do euro, mencionaram a possibilidade da criação de um "FMI europeu".

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário