Dólar fecha a R$ 1,83; Bovespa valoriza 0,37%

Publicado em 26/03/2010 16:41 485 exibições

A cotação da moeda americana subiu pelo terceiro dia, batendo seu maior preço desde 12 de fevereiro. Profissionais das mesas de câmbio apontam que a proximidade do final de mês torna o mercado mais volátil.

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,830, em alta de 0,99%, nas últimas operações desta sexta-feira. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,831 e R$ 1,810. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi vendido por R$ 1,930, em um decréscimo de 1,53%.

Ainda aberta, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) sobe 0,37%, aos 68.691 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,86 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York tem leve alta de 0,05%.

A cena externa continua pouco tranquilizadora, como sinalizam as Bolsas de Valores, alternando altas e baixas. O mercado teve um reação cautelosa ao anúncio de um acordo na comunidade europeia para oferecer auxílio à Grécia. E hoje, a revisão para menos das estimativas de crescimento da economia americana desapontou analistas.

Também chama a atenção dos analistas o baixo volume financeiro sobre o qual as taxas de câmbio têm subido: na terça-feira, o volume contratado foi de US$ 4,18 bilhões no mercado de dólar (à vista) da BM&F; na quarta, foi de US$ 2,8 bilhões, e ontem, de US$ 1,75 bilhão. Para alguns especialistas, alguns agentes de mercado puxaram o nível das cotações, aproveitando uma conjuntura em que o BC tem reforçado suas compras diárias. Hoje, a autoridade monetária promoveu seu habitual leilão por volta das 12h (hora de Brasília), aceitando ofertas por R$ 1,8248 (taxa de corte).

Juros futuros

No mercado futuro de juros, que serve de referência para os juros bancários, as taxas projetadas ficaram mais altas.

No contrato que aponta os juros para outubro de 2010, a taxa prevista avançou de 9,86% ao ano para 9,88%; no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada subiu de 10,38% para 10,39%. O contrato de janeiro de 2012 foi a exceção, outra vez: a taxa projetada recuou de 11,73% para 11,70%. Esses números são preliminares e podem sofrer ajustes.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário